Tecnologias Whatsapp começa a proteger mensagens com encriptação completa

Whatsapp começa a proteger mensagens com encriptação completa

O Whatsapp vai começar a proteger as conversas dos utilizadores utilizando uma encriptação completa para que apenas o emissor e o receptor tenham acesso às mensagens.
Whatsapp começa a proteger mensagens com encriptação completa
Bloomberg
André Vinagre 06 de abril de 2016 às 14:30

A aplicação de mensagens instantâneas Whatsapp vai reforçar a privacidade dos seus utilizadores com uma encriptação completa, anunciou a aplicação na terça-feira, 5 de Abril, através de um comunicado publicado no seu blogue oficial.

 

O Whatsapp, que pertence ao Facebook, explica que a ideia é tornar as conversas pela aplicação semelhantes às conversas cara-a-cara. "A ideia é simples: quando enviamos uma mensagem, a única pessoa que a pode ler é a pessoa ou grupo a que a mensagem é destinada. Mais ninguém pode ver essa mensagem. Nem cibercriminosos. Nem piratas informáticos. Nem regimes opressivos. Nem mesmo nós. A encriptação completa ajuda a tornar a comunicação pelo Whatsapp privada – tal como uma conversação cara-a-cara", lê-se no blogue da aplicação.

 

Esta encriptação está agora ao serviço dos mais de mil milhões de utilizadores da aplicação.

 

O Wall Street Journal escreve que o Whatsapp está a trabalhar neste tipo de segurança das suas mensagens desde 2014 para que funcione em todas as plataformas móveis e para diferentes tipos de mensagens.

 

Há dois anos, as mensagens de texto já eram encriptadas, mas as conversas de grupo e as mensagens que continham anexos como fotos ou vídeos, não eram encriptados.

 

Esta novidade chega numa altura em que a privacidade está na ordem do dia para as tecnológicas, com a disputa entre o Departamento de Justiça norte-americano e a Apple pelo acesso ao telemóvel de um dos responsáveis pelo tiroteio de San Bernardino.

 

"Embora reconheçamos a importância dos agentes da lei em manter a população segura, a tentativa de enfraquecer a encriptação expõe as informações das pessoas a cibercriminosos, piratas informáticos e Estados criminosos", referiu Jan Koum, CEO do Whatsapp.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI