Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CFO da Huawei processa Canadá por “detenção ilegal”

A “chief financial officer” (CFO) da Huwaei processou as autoridades canadianas alegando ter sido “detida ilegalmente”. A executiva da empresa chinesa foi detida a 1 de dezembro do ano passado no aeroporto de Vancouver.

Bloomberg
Negócios jng@negocios.pt 04 de Março de 2019 às 11:40
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A "chief financial officer" (CFO) da Huawei, Meng Wanzhou, processou as autoridades canadianas alegando ter sido "detida ilegalmente" em dezembro do ano passado, segundo a imprensa internacional.

A responsável, que é também filha do fundador da Huawei, Ren Zhengfei, considera que foi detida de forma ilegal e interrogada durante três horas sem ter sido aconselhada sobre os seus direitos constitucionais. Meng Wanzhou diz ainda que a sua bagagem e os seus equipamentos eletrónicos foram revistados à margem da lei antes de lhe ser comunicado que se encontrava detida.

Os advogados de Meng deram entrada com o processo na passada sexta-feira, tendo disponibilizado os documentos à imprensa no domingo. A executiva da fabricante de telemóveis reclama o pagamento de uma indemnização.

Meng foi detida a 1 de dezembro a pedido do governo dos EUA que acusou Meng e a Huawei de fraude bancária e incumprimento de sanções.

A Casa Branca considera que as relações da Huawei com o governo chinês levam a que haja o risco de que o equipamento da empresa possa ser utilizado para espiar outros países. Nesse sentido, a administração liderada por Donald Trump tem pressionado os seus aliados para que limitem ou excluam a Huawei das futuras redes 5G, a nova geração de telecomunicações móveis.

Meng deverá comparecer no tribunal em Vancouver na próxima quarta-feira.

Ver comentários
Saber mais CFO Huawei Meng Wanzhou EUA Ren Zhengfei Casa Branca Donald Trump Vancouver telecomunicações canadá detenção
Mais lidas
Outras Notícias