Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Holandesa Bratel passa a deter posição da Pharol na Oi

A Pharol deixou de ter presença directa no capital da brasileira Oi, tendo concluído a concentração da posição que detinha na operadora na holandesa Bratel.

Bruno Simão/Negócios
Sara Ribeiro sararibeiro@negocios.pt 19 de Maio de 2016 às 17:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...

A Pharol transferiu a restante posição directa que detinha na Oi para a Bratel BV, sociedade com sede na Holanda detida a 100% pela ex-PT SGPS, liderada por Luís Palha da Silva (na foto).

De acordo com um comunicado divulgado esta quinta-feira, 19 de Maio, pela Oi ao regulador brasileiro (CVM), no seguimento da "reorganização societária, a totalidade das 71.067.957 das acções ordinárias de emissão da Oi, representativas de aproximadamente 8,61% do capital social detidas pela Pharol […] passou a ser detida pela Bratel". Ou seja, "a Pharol deixou de ser accionista directa na Oi".

A reorganização societária da ex-PT SGPS foi comunicada no dia 29 de Abril, data em que a Oi informou o mercado da transferência de 13,63% da posição da Pharol para a Bratel.

O objectivo da Pharol com esta operação é concentrar a sua posição na Oi no mesmo veículo. Até agora, a participação de 27,5% (directa e indirecta) na operadora brasileira estava dispersa por várias sociedades, como tinha explicado ao Negócios fonte da empresa.

Com esta última transferência, o processo fica concluído. A Bratel BV passou a deter "183.662.204 acções ordinárias da Oi, as quais representam aproximadamente 22,4% do capital social da Oi", lê-se no mesmo documento.

Já a Pharol, como detém 100% deste veículo, passa a deter, indirectamente, esta fatia de 22,4% do capital da operadora brasileira que esta semana iniciou negociações com os credores de dívida.

Até agora, a Pharol tinha uma posição, directa e indirecta, de 27,5%. A diferença da participação é contabilizada nos títulos que a Oi tem em tesouraria, segundo a mesma fonte.

A Oi sublinha ainda que "a participação accionista da Bratel na Oi é detida para fins de investimento, sem a intenção de alterar o seu controlo".

Os títulos da Pharol encerraram esta quinta-feira a cair 5,34% para 0,124 euros. Em São Paulo, os papéis da Oi recuam 1,23% para 0,8 reais.

(Notícia actualizada às 18:06)

Ver comentários
Saber mais Pharol Oi Bratel BV Luís Palha da Silva CVM PT SGPS
Outras Notícias