Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Telefonica e Liberty querem unir-se em gigante de telecomunicações de 30 mil milhões

A Telefonica confirma que estão a decorrer conversações sobre "a integração potencial dos respetivos negócios de telecomunicações no Reino Unido".

Reuters
Negócios com Bloomberg 04 de Maio de 2020 às 10:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

A Telefonica e a Liberty Global estão perto de fechar um acordo para constituir o maior operador de telecomunicações do Reino Unido, avaliado em 30 mil milhões de dólares, avança a Bloomberg.

O anúncio oficial deverá ser feito ainda esta semana. O acordo prevê a fusão da O2 e da Virgin Media, e a Telefonica quer que esta nova empresa seja controlada de forma igualitária. O objetivo é ainda permitir à operadora espanhola usar os proveitos deste negócio para diminuir a larga dívida que possui, de 38 mil milhões de euros, afirmaram fontes anónimas em declarações à Bloomberg. Desta feita, a Liberty deverá avançar com um largo pagamento em dinheiro à Telefonica.

A ser bem-sucedido, este acordo resulta na criação de um gigante de 30 mil milhões de dólares (cerca de 27,5 mil milhões de euros), de acordo com as estimativas dos analistas do Goldman Sachs, tornando-o o acordo de maiores dimensões a ser fechado desde que o mundo sofre com a pandemia de coronavírus.

A Telefonica confirma que estão a decorrer conversações sobre "a integração potencial dos respetivos negócios de telecomunicações no Reino Unido", mas não garante que possa chegar a um acordo. A Liberty prefere não comentar.

As ações da Liberty Global dispararam 15% na sexta-feira, a maior subida desde 2009, depois de a Bloomberg ter divulgado as conversações. A Telefonica estava a subir 1,8% esta segunda-feira antes da abertura e a rival BT Group descia 4,6%.

Ver comentários
Saber mais Telefonica Liberty Global telecomunicações mercado Informação sobre empresas
Outras Notícias