Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dona da ANA arremata em leilão sete aeroportos no Brasil

A Vinci pagou um total de 420 milhões de reais (cerca de 63 milhões de euros) pela concessão de sete aeroportos no norte do Brasil, entre os quais o aeroporto de Manaus.

Bruno Simão/Negócios
Negócios 07 de Abril de 2021 às 17:55
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

Os franceses da Vinci, dona da ANA, arremataram em leilão sete aeroportos no Brasil por um total de 420 milhões de reais (cerca de 63 milhões de euros, ao câmbio atual).

No leilão, realizado esta quarta-feira, foram concessionados 22 aeroportos em 12 estados brasileiros, que renderam, em conjunto, 3,3 mil milhões de reais, num processo dirigido pela Agência Nacional de Aviação Civil. As concessões vigoram por 30 anos.

Os aeroportos estavam divididos em três blocos – Norte, Sul e Central – sendo que a Vinci ficou com o bloco Norte, que inclui os aeroportos de Manaus, Porto Velho, Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Tabatinga, Tefé e Boa Vista. Os outros dois blocos foram vencidos pela CCR.

O preço pago pela Vinci representa um acréscimo de 777% face ao preço base, que estava fixado nos 47,9 milhões de reais.

O grupo francês, que já opera o aeroporto de Salvador, terá ainda de investir 1,4 mil milhões de reais na melhoria dos aeroportos.

Nicolas Notebaert (na foto), presidente da Vinci Airport, disse que entrada do grupo naquela região está ligada a uma estratégia de consolidar a atuação no Brasil e na América Latina, além de estimular "aeroportos verdes", que respeitem políticas ambientais.

"Estamos quase a duplicar a quantidade de equipamentos na região [com este leilão] e queremos criar aeroportos verdes para a região com a nossa política de desenvolvimento sustentável", disse Notebaert, citado pelo portal brasileiro Zona Franca.

Ver comentários
Saber mais ANA Brasil Vinci Nicolas Notebaert aviação aeroportos concessão
Outras Notícias