Aviação Dona da ANA chega a acordo para comprar aeroporto de Gatwick

Dona da ANA chega a acordo para comprar aeroporto de Gatwick

A participação maioritária de 50,01% no aeroporto de Gatwick vai custar 3,7 mil milhões de dólares à Vinci. E deve estar concluída na primeira metade do próximo ano, avança a Bloomberg.
Dona da ANA chega a acordo para comprar aeroporto de Gatwick
Negócios com Bloomberg 27 de dezembro de 2018 às 07:42

A Vinci, dona da ANA – Aeroportos de Portugal, chegou a acordo para comprar uma participação maioritária no aeroporto de Gatwick, no Reino Unido, por 2,9 mil milhões de libras (cerca de 3,7 mil milhões de dólares). O grupo francês junta, assim, mais uma infra-estrutura de relevo à sua rede.

 

A compra de uma posição de 50,01% deve ficar concluída na primeira metade do próximo ano, de acordo com a Bloomberg, citando um comunicado divulgado pela Vinci esta quinta-feira, 27 de Dezembro.

 

O aeroporto de Gatwick, que registou um tráfego de 45,7 milhões de passageiros este ano, tornar-se-á no maior aeroporto da rede global da operadora. "A transacção representa uma rara oportunidade de comprar um aeroporto desta dimensão e qualidade", referiu ainda a empresa.

Até ao final do ano passado, a Vinci geria 35 aeroportos, em países incluindo Japão, Brasil, França e Camboja. Mas também Portugal. A empresa também opera auto-estradas e um negócio na área da construção.

 

Este acordo avança depois de as operações em Gatwick terem sido afectadas este mês pela presença de drones no espaço aéreo. O avistamento de dois aparelhos levou ao encerramento da pista, com muitos aviões a serem desviados para outros aeroportos, incluindo Paris e Amesterdão.

 

Estima-se que 2,9 milhões de pessoas passem por este aeroporto durante a actual temporada de férias.




Saber mais e Alertas
pub