Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vila Galé vai iniciar progressivamente fecho de algumas unidades em Portugal

O Vila Galé vai iniciar progressivamente o encerramento de algumas unidades em Portugal, devido ao surto de Covid-19, disse este sábado à Lusa fonte oficial do grupo hoteleiro, sem avançar mais pormenores.

“Desde há um ano que estamos a trabalhar para nos adaptarmos às mudanças que a nova legislação vai trazer e acreditamos que a empresa estará devidamente preparada para cumprir a lei quanto entrar em vigor. Começámos por criar um grupo de trabalho multidisciplinar, como elementos de vários departamentos (jurídico, informático, qualidade e segurança, marketing e outros), com o objectivo de adequar a política de protecção de dados e de privacidade às exigências do Regulamento Geral. Desta forma, quisemos assegurar que seguimos as melhores práticas - quer tecnologicamente, quer por parte das equipas -, reforçar a protecção de dados dos nossos clientes e colaboradores e minimizar os riscos inerentes à gestão deste tipo de dados. Entre as medidas a introduzir, e as já postas em prática, destacam-se: reconfigurar os processos de negócio (como por exemplo os pedidos de reservas), para diminuir o volume de dados solicitados aos clientes; alargar os dados alvo de encriptação; reavaliar e reajustar os contratos com parceiros e fornecedores de serviços que de alguma forma lidem com dados dos clientes ou dos funcionários da Vila Galé; aprofundar o código de conduta e a política de privacidade; reforçar os processos de recolha de consentimento junto dos clientes; ter um DPO; dar formação adequada às equipas sobre a nova legislação; garantir que todos os novos processos de negócio criados na empresa são pensados de raiz para irem ao encontro do regulamento. Actualmente, uma das faces mais visíveis deste trabalho é a área de cliente do site da Vila Galé, onde já é possível o utilizador proceder à alteração dos seus dados pessoais”.
Lusa 14 de Março de 2020 às 20:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
"Face à situação relacionada com a Covid-19, o grupo Vila Galé vai iniciar progressivamente o encerramento de algumas unidades em Portugal, salvaguardando o bem-estar, saúde e segurança dos clientes alojados e dos colaboradores durante o período que seja necessário", disse fonte oficial em resposta à Lusa, sem acrescentar mais pormenores e referindo apenas que, "oportunamente, serão dadas mais informações".

O grupo Vila Galé é atualmente responsável pela gestão de 36 unidades hoteleiras: 27 em Portugal (Algarve, Beja, Évora, Elvas, Alter do Chão, Oeiras, Cascais, Sintra, Ericeira, Estoril, Lisboa, Coimbra, Serra da Estrela, Porto, Braga, Douro e Madeira) e nove no Brasil (Rio de Janeiro, Fortaleza, Caucaia, Salvador, Guarajuba, Pernambuco, Touros e Angra dos Reis), com um total de 7.454 quartos e 15.286 camas, segundo a informação disponível na sua página na internet.

Segundo a mesma fonte, tem cerca de 3.200 funcionários.

O novo coronavírus responsável pela pandemia de Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e já provocou mais de 5.700 mortos em todo o mundo.

O número de infetados ultrapassou as 151 mil pessoas, com casos registados em mais de 137 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 169 casos confirmados.
Ver comentários
Saber mais Vila Galé Covid-19 turismo fecho hotéis
Outras Notícias