Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Resultados dão terceira sessão de ganhos a Wall Street

As bolsas norte-americanas estão a subir pela terceira sessão consecutiva, depois de um Outubro negro, em que o S&P 500 registou o seu pior desempenho desde Setembro de 2011

Reuters
Rita Faria afaria@negocios.pt 01 de Novembro de 2018 às 13:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os principais índices norte-americanos estão a negociar em alta pela terceira sessão consecutiva, animados pelas contas trimestrais de uma série de empresas, que estão a aumentar a confiança dos investidores na evolução positiva desta época de resultados.

 

O índice industrial Dow Jones ganha 0,45% para 25.229,55pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq sobe 0,39% para 7.334,13 pontos. Já o S&P500 valoriza 0,34% para 2.720,80 pontos.

 

"Os investidores estão a começar Novembro com uma lista de compras, porque os últimos dias confirmaram-lhes que o movimento de vendas não vai continuar. Provavelmente terminou, por enquanto", afirmou, em declarações à Reuters, Michael Antonelli, director da Robert W. Baird.

 

As acções da DowDuPont disparam 8,18% para 58,33 dólares, depois de a empresa ter anunciado resultados acima do esperado pelos analistas e um plano de recompra de acções de 3 mil milhões de dólares.  

 

Também a NXP Semiconductors ganha 7,47% para 80,60 dólares, com as acções a reagirem aos lucros e receitas acima das projecções. O American International Group, por seu lado, sobe 4,55% para 43,77 dólares, depois de ter reportado perdas inferiores ao esperado.

 

A Apple, a última das grandes tecnológicas a apresentar os seus resultados ao mercado – esta quinta-feira após o fecho das bolsas em Wall Street – valoriza 0,39% para 219,72 dólares.

 

Do lado das descidas destaca-se o Spotify, que afunda 7,80% para 138,32 dólares, com as acções a reagirem ao anúncio de receitas e margens em linha com o previsto e uma subida ligeira do número de subscritores premium.

 

Outubro marcou o pior mês para o S&P 500 desde Setembro de 2011 e a maior queda mensal do Nasdaq desde Novembro de 2008, devido aos receios de um aumento dos custos de financiamento, um agravamento das disputas comerciais globais e uma possível desaceleração dos lucros das empresas nos EUA.

 

Contudo, as empresas do S&P 500 registaram uma subida média de 26,3% nos lucros do terceiro trimestre, de acordo com os dados já conhecidos até ao momento. Apesar da subida, algumas empresas de destaque divulgaram resultados que foram considerados decepcionantes.

Ver comentários
Saber mais Bolsas Estados Unidos Wall Street
Outras Notícias