Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCP e Zon levam bolsa nacional a avançar mais de 1%

A bolsa nacional voltou a acentuar a tendência de ganhos que se tem verificado desde o início da sessão, estando agora a avançar 1,12%, impulsionada pelo BCP, Zon, Jerónimo Martins e Galp Energia.

Jorge Garcia jorgegarcia@negocios.pt 17 de Junho de 2013 às 11:38
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...

O principal índice da bolsa nacional ganha 1,12% para os 5.834,06 pontos, com 18 cotadas em alta e duas em queda. O PSI-20 continua a acompanhar a tendência positiva dos principais mercados europeus.

 

A bolsa nacional tem acentuado a sua tendência positiva fruto da subida das acções do BCP, que seguem a apreciar 2,02% para 0,101 euros, e também graças à subida de 5,43% da Zon, para 3,785 euros, numa altura em que a Autoridade da Concorrência continua a analisar o processo de fusão entre a operadora liderada por Rodrigo Costa e a Optimus, esperando-se uma decisão para breve.

 

Também os pesos pesados Jerónimo Martins e Galp Energia registam uma subida forte, de 1,1% para 16,59 euros e de 0,93% para 12,44 euros.

 

O BES voltou a inverter a tendência, seguindo agora a tendência de ganhos registada na abertura da bolsa, com uma subida de 0,83% para 0,728 euros, num dia em que foi noticiado que a instituição liderada por Ricardo Salgado terá entrado na corrida para comprar o Banca della Svizzera Italiana (BSI), um banco suíço especializado na gestão de activos e que integra a terceira maior seguradora de Itália, a Assicurazioni Generali. 

 

Notícias mais recentes dão conta de que o espanhol Bankinter, em parceira com o fundo de investimento Apollo Global Management, terá realizado uma oferta superior àquela que foi apresentada pelo banco português.

 

Ainda no sector bancário, BPI e Banif seguem a apreciar 0,42% e 1,01% para 0,96 euros e 0,10 euros, respectivamente.

 

A ganhar mais de 4% seguem ainda os títulos da Mota-Engil. A construtora anunciou este domingo, 16 de Junho, que ganhou a adjudicação de várias obras em diversos países africanos, que adicionam 500 milhões de euros à sua carteira de encomendas no continente, algo que é visto como "mais um passo na direcção necessária", segundo os analistas do CaixaBI. As acções valorizam 4,13% para os 2,297 euros.

 

A impedir maiores ganhos da bolsa nacional estão as empresas do sector energético EDP e REN, que recuam 0,08% e 0,36% para 2,535 euros e 2,185 euros, respectivamente.

Ver comentários
Saber mais Bolsa PSI-20 banca Euronext
Outras Notícias