Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa de Lisboa encerra semana no vermelho. Galp afunda mais de 4%

A Galp foi a empresa que mais cedeu nesta sexta-feira, um dia em que tanto Lisboa como as principais praças europeias encerraram a desvalorizar.

Tiago Sousa Dias
Marta Velho martavelho@negocios.pt 16 de Setembro de 2022 às 16:56
  • Partilhar artigo
  • 36
  • ...
A bolsa de Lisboa encerrou a última sessão da semana em terreno negativo. O PSI recuou 1,16% para 5.845 pontos, com 12 cotadas a ceder e apenas três a verde.

A Galp Energia foi a empresa mais penalizada, numa altura em que a taxa aos lucros extraordinários continua a pairar sobre as petrolíferas. A associação do setor já se mostro disponível para debater o assunto com o Governo, apesar de assumir que a medida poderá ter impacto no investimento.

 

Semapa (-2,81%), CTT (-2,49%) e Jerónimo Martins (-2,04%) também registaram um mau desempenho, caindo mais de 2%, numa altura em que os correios admitem fechar o negócio do imobiliário e novo acionista no banco até novembro, segundo o Eco.

O BCP desvalorizou 1,97%, mesmo tendo recebido uma avaliação positiva da Standard & Poor's, que subiu a classificação do banco em um nível, apesar de ainda não ter sido suficiente para a cotada sair do patamar de investimento especulativo.

Já a Nos recuou 1,95%, no dia em que os analistas do Barclays baixaram o seu preço-lavo em 40 cêntimos, de 3 euros para 2,60 euros, mantendo a recomendação em "vender". Na sessão desta sexta-feira as ações da operadora encerraram a valer 3,51 euros.

De resto, Navigator (-1,58%), Mota-Engil (-1,32%), Sonae (-1,21%) e Corticeira Amorim (-1,02%) cederam mais de 1%. Com perdas mais ligeiras estiveram a Greenvolt (-0,33%) e a Altri (-0,19%).

O grupo EDP e a REN foram as únicas empresas a encerrar com sinal verde. A elétrica portuguesa saltou 1,47%, já o braço renováveis avançou 0,37%. Quanto à REN, subiu 0,20%.

Lisboa alinhou-se com as principais praças europeias, todas a vermelho esta sexta-feira.


Ver comentários
Saber mais PSI Galp Energia Lisboa economia negócios e finanças mercado e câmbios bolsa macroeconomia
Outras Notícias