Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euronext Lisbon encerra a subir impulsionada pela PT e Sonae (act.)

A bolsa nacional encerrou a valorizar, atingindo o valor mais elevado deste mês. Os títulos que mais impulsionaram o fecho de hoje foram a PT e a Sonae. Com apenas três títulos em queda, o PSI-20 avançou 0,15%, num dia em que as praças europeias fecharam

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 08 de Abril de 2005 às 17:00

A bolsa nacional encerrou a valorizar, atingindo o valor mais elevado deste mês. Os títulos que mais impulsionaram o fecho de hoje foram a PT e a Sonae. Com apenas três títulos em queda, o PSI-20 avançou 0,15%, num dia em que as praças europeias fecharam mistas.

As bolsas europeias encerraram mistas devido à queda do petróleo, que por um lado beneficiou as companhias aéreas e as retalhistas, mas prejudicou os ganhos das petrolíferas.

O PSI-20 [psi20] subiu 0,15% para os 7.809,4 pontos, o nível mais alto de Abril. Hoje o principal índice nacional registou 11 acções a valorizar, três a cair e seis inalterados.

A Portugal Telecom (PT) [ptc] avançou 0,45% para os 8,93 euros. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), regulador brasileiro do sector, aprovou um reajuste de 7,99% nos preços das chamadas locais entre telefones fixos e móveis, esperando que as operadoras cheguem a acordo nas tarifas de interligação até ao final do mês. O BCP diz que estas notícias são boas para a Portugal Telecom.

A Sonae SGPS [son] apreciou 0,85% para os 1,18 euros e a Sonaecom [snc] ganhou 0,26% para os 3,89 euros.

O Banco BPI [bpin] que ontem fechou a subir 1,93%, hoje caiu 0,63% para os 3,17 euros, enquanto o Banco Comercial Português (BCP) [bcp] encerrou inalterado nos 2,11 euros e o Banco Espírito Santo (BES) [besnn] subiu 0,15% para os 13,4 euros.

Os cinco bancos nacionais cotados – BCP, BES, BPI, Banif e Finibanco – pagaram, em 2004, 13,298 milhões de euros aos auditores externos, o que se traduziu num acréscimo de 13,2% em relação ao ano anterior. O BCP, o maior grupo financeiro privado, foi o único a reduzir este tipo de custos.

A Energias de Portugal (EDP) [edp] encerrou a negociar nos 2,17 euros, sem registar variação. A Energias do Brasil, empresa da EDP para o mercado brasileiro, após a integração das suas participadas, onde pretende aumentar a posição accionista para 100%, fica avaliada em 3,85 mil milhões de reais (1,15 mil milhões de euros), apurou o Jornal de Negócios Online.

A Media Capital [mcp] fechou inalterada nos 5,31 euros, depois dos analistas do BPI terem considerado «positivo» as audiências de 16,4% registadas pelo grupo Media Capital Rádio no primeiro trimestre deste ano, acrescentando que poderá mesmo ter significado um aumento na sua quota de audiências.

Os restantes títulos do sector de «media» subiram, com a Impresa [ipr] a ganhar 0,18% para os 5,50 euros e a Cofina [cofi] avançou 0,61% para os 3,28 euros.

Outras Notícias
Publicidade
C•Studio