Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Matérias-primas pressionam Wall Street com energia a dar o mote

Os principais mercados accionistas norte-americanos encerraram em terreno negativo, penalizados sobretudo pelo mau desempenho dos títulos ligados às "commodities" em geral e à energia em particular.

Reuters
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 23 de Setembro de 2015 às 22:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Dow Jones encerrou a ceder 0,31% para 16.279,89 pontos e o Standard & Poor’s 500 recuou 0,2% para 1.938,76 pontos.

 

O índice tecnológico Nasdaq Composite, por seu lado, resvalou 0,08%, para se fixar nos 4.752,74 pontos.

 

As praças do outro lado do Atlântico estiveram a ser penalizadas sobretudo pelos títulos ligados às matérias-primas, com especial incidência na energia – isto numa sessão em que os preços do petróleo caíram nos principais mercados internacionais, com as perdas a agravarem-se depois de ser divulgado que na semana passada os EUA aumentaram a sua produção de crude.

 

As praças norte-americanas têm estado a ser alvo de grande volatilidade, com a expectativa em torno da subida dos juros por parte da Fed e com os receios quanto à solidez da economia global e quanto ao ritmo de desaceleração na China a castigarem os títulos.

 

A perturbar também o sentimento dos investidores está agora o escândalo na Volkswagen, que admitiu ter manipulado as emissões poluentes de alguns dos seus carros a diesel e cuja dimensão levou a que esta quarta-feira o CEO da fabricante alemã se demitisse. Esta manipulação pode não ser um "exclusivo" da VW, pelo que há mais fabricantes a serem investigadas. Os títulos do sector automóvel têm estado a ser castigados em bolsa por este clima de instabilidade.

Ver comentários
Saber mais Wall Street bolsa S&P 500 Dow Jones Nasdaq Composite
Outras Notícias