Bolsa PSI-20 desce quase 2% para mínimos de três meses

PSI-20 desce quase 2% para mínimos de três meses

A bolsa nacional acompanhou a forte descida das bolsas europeias, numa sessão marcada pelo aumento da tensão entre os Estados Unidos e a China.
A carregar o vídeo ...
Rita Faria 13 de maio de 2019 às 16:51

A escalada da tensão na guerra comercial entre os Estados Unidos e a China está a penalizar fortemente os mercados acionistas esta segunda-feira, 13 de maio, e a praça portuguesa não foi exceção. Depois de ter valorizado 1% na sexta-feira – pondo fim a uma série de oito sessões consecutivas de perdas – o PSI-20 caiu 1,81% para 5.070,37 pontos, o valor mais baixo desde 13 de fevereiro.

Das 18 cotadas que formam o principal índice nacional, 13 encerraram a sessão em queda, e apenas cinco em alta.

Na Europa, as perdas variam entre 0,5% e 1,5%, enquanto os principais índices norte-americanos caem mais de 2%, depois de a China ter anunciado que vai responder na mesma moeda à subida das tarifas dos Estados Unidos com um aumento das taxas alfandegárias aplicadas sobre 60 mil milhões de dólares de produtos norte-americanos.

Sem acordo à vista entre os dois países, o aumento da tensão está a provocar receios no mercado, e a afastar os investidores dos ativos considerados de maior risco, como é o caso das ações. Nesta altura, o índice de referência para a Europa, o Stoxx600, cai 1,19% para 372,64 pontos.

Por cá, a EDP está entre as cotadas que mais contribuiu para a evolução do PSI-20. E elétrica desceu 4,04% para 3,157 euros, no dia em que os títulos descontaram o dividendo de 0,19 euros que será pago aos acionistas.

Ainda na energia, a EDP Renováveis subiu 1,17% para 8,64 euros e a Galp cedeu 1,33% para 13,71 euros.

A contribuir para a forte descida do PSI-20 estiveram ainda as empresas do retalho, o BCP e as papeleiras. A Jerónimo Martins desceu 1,92% para 13,53 euros, a Sonae perdeu 2,74% para 92,45 cêntimos e o BCP desvalorizou 2,15% para 24,58 cêntimos.

No setor da pasta e do papel, a Navigator deslizou 3,09% para 3,448 euros, a Semapa recuou 2,82% para 13,10 euros e a Altri desceu 2,72% para 6,255 euros.

Com uma forte queda encerraram também os CTT, que deslizaram 2,82% para 2,276 euros, depois de, na sexta-feira, a empresa ter anunciado que Francisco Lacerda, CEO e vice-presidente, renunciou aos cargos.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI