Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fortes ganhos do BES, EDP e Galp levam bolsa a atenuar perdas

As subidas do BES, EDP e Galp Energia estão a aligeirar as perdas do PSI-20, que continua a ser pressionado pelos desempenhos do BCP e da Portugal Telecom.

Rita Faria afaria@negocios.pt 02 de Julho de 2014 às 12:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • 31
  • ...

A bolsa nacional, que já esteve a perder mais de 1,5%, segue a negociar em terreno negativo, embora com quedas menos acentuadas. O PSI-20 recua 0,32% para os 6.878,82 pontos, com 14 cotadas em queda, cinco em alta e uma a negociar inalterada.

 

Lisboa segue no sentido contrário das principais praças europeias, que seguem com ganhos ligeiros inferiores a 0,5%. O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, ganha 0,35%.

 

Na bolsa nacional, o BCP e a Portugal Telecom mantêm-se como os principais responsáveis pela queda do índice. O banco liderado por Nuno Amado recua 6,26% para 0,1318, depois de, na sessão de ontem, ter disparado mais de 26%, a maior subida diária de sempre.

 

Em queda seguem também as acções do BPI, que recuam 0,37% para 1,604 euros e as do ESFG, que perdem 1,74% para 1,357 euros, enquanto o Banif segue inalterado em 0,0098 euros.

 

A contrariar o sentimento do sector está o BES, que soma 5,26% para 0,721 euros, numa altura em que persiste a incerteza quanto à futura liderança da instituição.

 

Esta manhã, a imprensa aponta que a família Espírito Santo estará disposta a deixar todos os órgãos sociais do BES. O Conselho Superior da família reúne, esta quarta-feira, para discutir o plano de reestruturação do grupo. Em cima da mesa, pode estar o recuo na criação do Conselho Estratégico e a saída de todos os órgãos sociais do grupo, avança o "Diário Económico.

 

Os cinco ramos da família, que controlam 25% do banco, estão dispostos a alterar a lista de elementos propostos para o Conselho Estratégico, o que pode acabar na saída de Ricardo Salgado e dos restantes elementos da família, segundo a mesma fonte.

 

Já a Portugal Telecom, que tem sido pressionada pelo seu investimento em empresas do grupo GES, perde 3,22% para 2,468 euros, enquanto a sua congénere, a Zon Optimus, desvaloriza 0,9% para 4,717 euros.

 

Na energia, a tendência não é definida. A EDP soma 1,24% para 3,601 euros e a Galp avança 0,95% para 13,32 euros, enquanto a EDP Renováveis desliza 0,67% para 5,302 euros e a REN cai 0,04% para 2,659 euros. O mesmo acontece com as cotadas do sector do retalho, estando a Jerónimo Martins a perder 0,34% para 11,86 euros e a Sonae a ganhar 0,66% para 1,214 euros. 

Ver comentários
Saber mais Lisboa Europa BCP Portugal Telecom BPI Banif BES EDP Galp mercado e câmbios bolsa
Mais lidas
Outras Notícias