Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Subida superior a 5% da Mota-Engil incapaz de travar queda do PSI-20

A bolsa nacional negociou em terreno negativo pelo segundo dia seguido numa sessão em que a Mota-Engil brilhou. No entanto, as quedas do grupo EDP e das retalhistas Jerónimo Martins e Sonae pressionaram.

A carregar o vídeo ...
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...
O índice PSI-20 encerrou a sessão desta quarta-feira, 18 de dezembro, a perder 0,34% para os 5.201,24 pontos.

A bolsa nacional fechou assim no vermelho pelo segundo dia consecutivo, numa sessão em que as principais bolsas europeias transacionam sem tendência definida. A principal exceção foi a bolsa grega que valorizou perto de 1,5% para máximos de agosto de 2015, o verão em que a crise helénica chegou a ameaçar a continuação do país na Zona Euro. 

Apesar de continuar a prevalecer o otimismo nos mercados devido ao acordo sobre a primeira fase de um compromisso comercial entre os Estados Unidos e a China, a votação desta quarta-feira do "impeachment" lançado contra o presidente norte-americano, Donald Trump, está a causar alguma retração juntos dos investidores, que aguardam para perceber como poderá decorrer o processo doravante.

Na bolsa nacional, o grande destaque foi a Mota-Engil, que valorizou 5,39% para os 1,935 euros por ação, tocando assim em máximos de três semanas.

A motivar este facto estão as notícias quanto aos novos contratos assinados ontem (Honduras, Angola e México) e hoje (Guiné) no valor total de 670 milhões de euros. Mas, o principal motor desta subida é a notícia avançada pela Bloomberg, que deu conta que a empresa estatal China Communications Construction Co (CCCC) estará interessada em comprar 30% da construtora portuguesa

No entanto, esta valorização robusta da Mota-Engil foi incapaz de colocar a bolsa nacional em território positivo. A pressionar o índice PSI-20 esteve a família EDP, com a casa mãe a perder 1,02% para os 3,775 euros por ação e a EDP Renováveis a deslizar 1,18% para os 10,08 euros. 

A cair esteve ainda o setor do retalho, com a Jerónimo Martins a derrapar 1,56% para os 14,48 euros e a Sonae, com uma desvalorização de 0,32%, nos 92 cêntimos. 

(Notícia atualizada às 16:49)
Ver comentários
Saber mais Bolsa Nacional PSI-20 BCP EDP EDP Renováveis Sonae Jerónimo Martins
Mais lidas
Outras Notícias