Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Semapa sobe dividendo para 45 cêntimos por acção

A holding que controla a The Navigator Company e a Secil anunciou que vai propor aos accionistas a distribuição de um dividendo de 45 cêntimos por acção, por conta dos resultados de 2016.

A avaliação da Semapa é em grande parte determinada pela posição na Navigator, que apresenta boas perspectivas para continuar a ser um 'sólido' gerador de 'cash' nos próximos anos. A ex-Portucel deverá continuar com uma política de dividendos 'robusta',  o que ajudará à desalavancagem da Semapa.
Miguel Baltazar/Negócios
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 28 de Abril de 2017 às 01:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Semapa, holding que controla a Navigator e a Secil, convocou os accionistas para se reunirem em Assembleia Geral Anual no próximo dia 25 de Maio. Da ordem de trabalhos consta a proposta de aplicação dos resultados de 2016, por parte do conselho de administração, que aponta para um dividendo de 45 cêntimos, contra 32,9 cêntimos no ano anterior.

 

Assim sendo, a administração propõe que o resultado líquido do exercício individual, no montante de 89.520.902,81 euros (235.960.574,76 euros no ano precedente), seja distribuído por dividendos às acções em circulação, por reservas livres e pela participação dos colaboradores e administração nos lucros de 2015, refere o comunicado da Semapa divulgado junto da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

 

Decompondo esta proposta, para os dividendos às acções em circulação a Semapa pretende alocar 36.307.651,95 euros, o que corresponde a 45 cêntimos por acção – a Bloomberg estimava que fosse de 35 cêntimos.

 

A empresa liderada por João Castello Branco sublinha que nesta categoria de acções em circulação se excluem as acções próprias em carteira (586.329 acções) e que caso, à data de pagamento, esse montante seja alterado, o valor global de dividendos a pagar poderá ser ajustado, mantendo-se inalterado o valor a pagar por acção.

 

Já para reservas livres a empresa propõe que se destinem 48.813.250,86 euros, restando um montante até 4.400.000,00 euros para participação dos colaboradores e administração nos lucros do exercício de 2016.

 

A Semapa encerrou a sessão desta quinta-feira a ganhar 1,38% para 14,35 euros. Tendo em conta esta cotação de fecho, ao dividendo proposto de 45 cêntimos por acção corresponde uma rendibilidade ("dividend yield") de 3,13%.

 

No ano passado, a Semapa pagou um dividendo de 32,9 cêntimos por acção, por conta dos resultados de 2015, mas em Dezembro de 2015 tinha pago um dividendo extraordinário de 0,75 euros por acção, através da distribuição de reservas livres no montante de 61.229.994,75 euros. 

 

Ou seja, no que diz respeito ao exercício de 2015, os accionistas da Semapa receberam 33,65 cêntimos por acção.   

 

Foram várias as cotadas que pagaram dividendos extraordinários no final de 2015, tendo contudo negado que isso se devesse ao receio de um aumento da carga fiscal em 2016 com um novo Governo.

 

A Portucel, agora Navigator, fez o mesmo. Ambas as empresas, controladas pela família de Pedro Queiroz Pereira (que é o "chairman"), justificaram esta distribuição de reservas exreordinária com o seu "desempenho favorável".

 

Recorde-se que a Navigator e a Semapa vão passar a ter um ano fiscal diferente, que deixa de ser coincidente com o ano civil – de Janeiro a Dezembro – e passa a decorrer entre 1 de Julho e 30 de Junho. As propostas dos conselhos de administração da ex-Portucel e da Semapa foram aprovadas nas assembleias gerais extraordinárias que tiveram lugar esta sexta-feira, 30 de Dezembro.

 

O Orçamento do Estado para 2017 impõe que as empresas façam coincidir o período de tributação e o período social de prestação de contas, o que até agora não acontecia na Semapa nem na Navigator, recordou nessa altura a Lusa.

 

A diminuição dos resultados financeiros e o aumento do EBITDA permitiram que a holding Semapa aumentasse os lucros de 2016 em 40,9%, para 114,9 milhões de euros, anunciou a empresa em comunicado à CMVM. E foram conseguidos sobretudo devido à Navigator, que teve um contributo de 143,3 milhões para esses mesmos lucros. Os cimentos tiveram uma contribuição negativa de 18 milhões de euros.

 

Ver comentários
Saber mais Semapa Navigator Portucel Pedro Queiroz Pereira Secil dividendos bolsa
Mais lidas
Outras Notícias