Crédito ao consumo atingiu novo recorde em Maio

Os portugueses pediram mais de 650 milhões de euros em Maio para financiar a compra de automóveis, férias, artigos para o lar e outros bens e serviços.
Jornal de Negócios
pub
Nuno Carregueiro 16 de julho de 2018 às 13:46

O crédito ao consumo continua a crescer a bom ritmo em Portugal, tendo atingido um novo recorde em Maio, um mês que não é habitualmente forte nesta actividade.  

De acordo com os dados divulgados pelo Banco de Portugal esta segunda-feira, 16 de Julho, os portugueses contraíram 667 milhões de euros em crédito ao consumo no passado mês de Maio, um valor que representa um crescimento de 16% face ao mesmo período do ano passado.

O montante é o mais elevado de sempre num mês e compara como anterior recorde de 660 milhões de euros que foi fixado em Novembro passado, um mês tradicionalmente forte devido às compras de Natal.

O crescimento em Maio foi impulsionado pela concessão de crédito para compra de carro, que cresceu 15% para 288,8 milhões de euros. Nunca num mês tinha sido concedido tanto crédito para a compra de automóvel.

No crédito pessoal, onde estão incluídos financiamentos para compra de férias e artigos para o lar, o crescimento foi mais acentuado (23% para 286 milhões de euros), embora não tivesse sido atingido um recorde (299 milhões de euros em Março).

pub

O crescimento do crédito ao consumo surge em linha com o aumento do consumo das famílias nos últimos meses, apesar de a economia portuguesa estar a travar o crescimento em 2018. Também as vendas de automóveis estão a acelerar, recuperando das quedas acentuadas durante o período da troika.

  

pub