Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Depois da queda mais violenta em seis anos, Wall Street terminou ontem com a maior subida em 15 meses, pelo que se perspectiva uma abertura em alta nas bolsas europeias. Em Portugal destaque para a taxa de desemprego de 2017.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Nuno Carregueiro 07 de fevereiro de 2018 às 07:30
Recuperação à vista nas bolsas europeias

Se ontem era certo que as praças europeias iriam registar uma abertura de sessão de fortes quedas, hoje é fácil de perspectivar uma abertura em alta. Isto porque Wall Street registou um forte final de sessão de terça-feira, recuperando mais de metade das desvalorizações sofridas na segunda-feira negra ao conseguir a subida mais forte em 15 meses. Caso persista o sentimento positivo, está aberto o caminho para as bolsas europeias colocarem um ponto final na série de sete sessões sempre a fechar no vermelho, período em que o Stoxx600 recuou quase 7%.

 

INE revela taxa de desemprego

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga esta quarta-feira as Estatísticas do Emprego relativas ao quarto trimestre, incluindo a taxa anual apurada para 2017, depois de em 2016 o desemprego se ter situado nos 11,1%. De acordo com os analistas contactados pela agência Lusa, a taxa de desemprego para o conjunto de 2017 deverá ter ficado em torno dos 8,2%, abaixo da estimativa do Governo de 9,2%. Em termos mensais, a estimativa provisória do instituto para Dezembro é de que a taxa de desemprego se tenha situado nos 7,8%.

 

Comissão Europeia divulga previsões económicas

A Comissão Europeia publica esta quarta-feira as suas novas previsões económicas. Os números divulgados pela instituição liderada por Jean-Claude Juncker deverão confirmar a tendência de recuperação do PIB na Europa.

 

Tesla apresenta resultados

A época de resultados nos Estados Unidos abrandou, mas ainda há números por conhecer de importantes cotadas. É o caso da Tesla, que revelará os resultados do quarto trimestre, com o mercado focado sobretudo na produção do Model3. Os analistas esperam que a empresa de Elon Musk apresente prejuízos de 672 milhões de dólares, com receitas de 3,44 mil milhões de dólares.  

 

Brasil deve cortar juros

Na política monetária há vários pontos de interesse na agenda desta quarta-feira. A Índia e o Brasil anunciam decisões sobre taxas de juro, sendo que o país de língua portuguesa deverá aproveitar o facto de a inflação estar em mínimos históricos para aplicar o 11.º corte consecutivo na taxa de referência, que está actualmente nos 7%. Numa altura em que crescem as expectativas sobre uma aceleração da taxa de juro nos juros dos EUA, será importante estar atento ao que vão dizer dois responsáveis da Fed: Robert Kaplan, da Fed de Dallas, falará em Frankfurt. William Dudley, da Fed de Nova Iorque, fará um discurso na capital financeira dos EUA.




Saber mais e Alertas
pub