Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta quinta-feira a EDP Renováveis e os CTT poderão estar a reagir a informações veiculadas ontem, já depois do fecho da bolsa nacional, e que dizem respeito às duas cotadas. Nos EUA, o destaque vai para a análise das importações automóveis, esperando-se que o Departamento do Comércio determine se é válida a justificação de imposição de tarifas alfandegárias com base em questões de segurança nacional.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Tarifas automóveis em análise nos EUA

O Departamento norte-americano do Comércio conduz dois dias de audições no seu inquérito para determinar se as importações de automóveis representam uma ameaça à segurança nacional. A Administração Trump, recorde-se, tem estado a ponderar impor tarifas de 25% aos automóveis que entrem no país, com base nessa justificação.

Bruxelas avisou Washington de que se os EUA impuserem novas tarifas aduaneiras sobre a indústria europeia de veículos e componentes de automóveis, a UE responderá na mesma moeda, prejudicando o sector automóvel norte-americano, ao agravar as taxas alfandegárias sobre as exportações norte-americanas de automóveis que valem cerca de 294 mil milhões dólares. No entanto, no passado dia 5 de Julho, Angela Merkel mostrou-se favorável à ideia de baixar as tarifas aduaneiras impostas pela UE à importação de automóveis produzidos nos Estados Unidos. A chanceler alemã afirmou que apoiaria o início de conversações com vista a um acordo.


 

OPA concorrente à EDPR não terá de esperar pela oferta da CTG

Numa resposta a um requerimento da EDP Renováveis, o regulador esclareceu ontem que se surgir uma OPA concorrente sobre a empresa, esta não terá que esperar pelo registo da primeira oferta.

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) fez este esclarecimento já depois do fecho da bolsa nacional, pelo que as acções da empresa liderada por Manso Neto devrão a reflectir na sessão de hoje esta informação.


 

Raize disparou 19% no primeiro dia em bolsa

As acções da Raize tiveram uma estreia positiva na primeira sessão no Euronext Access da bolsa de Lisboa. Na chamada das 10:30 os títulos arrancaram nos 2,20 euros, o que correspondia a uma valorização de 10% face ao preço a que as acções foram vendidas na oferta pública de venda (OPV) a um preço fixo de 2,00 euros. Na chamada das 15:30 as acções da fintech aceleraram a subida, fechando o dia nos 2,38 euros.  

Ao preço de fecho do primeiro dia, a Raize fica avaliada em 11,9 milhões de euros, o que corresponde a uma subida de quase 2 milhões de euros face ao valor a que foram vendidas (capitalização bolsista de 10 milhões de euros).


 

Anacom dá seis meses aos CTT para adaptarem níveis de qualidade mais apertados

Os CTT vão ter de cumprir níveis de qualidade mais apertados. Com efeito, a Anacom estabeleceu critérios de qualidade mais exigentes para os CTT, mas dá até Janeiro para a empresa se adaptar. De acordo com o comunicado da entidade reguladora, há mudanças "importantes face ao que está actualmente em vigor". Os CTT reservam para mais tarde uma reacção a estes novos níveis. 

A informação da Anacom foi avançada após o fecho da bolsa nacional, pelo que as acções da empresa postal deverão estar a reagir na sessão desta quinta-feira.


 

Novos pedidos de subsídio de desemprego nos EUA

Os EUA deverão reportar uma ligeira subida dos pedidos de subsídio de desemprego na útlima semana. Segundo as previsões da Bloomberg, estes pedidos deverão ter aumentado de 214 para 220 mil.  

Na Europa, o destaque vai para os dados relativos às vendas a retalho no Reino Unido.

 




Marketing Automation certified by E-GOI