Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta terça-feira a Pharol deverá estar a reagir ao facto de ter acompanhado o aumento de capital da operadora brasileira Oi. Lá fora, o destaque vai para a votação, no parlamento britânico, do plano alternativo para o Brexit. Nota ainda para a Apple, que reporta as suas contas do primeiro trimestre fiscal após o fecho de Wall Street.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Pharol acompanha aumento de capital da Oi e ficará com 5,5%

A entidade liderada por Palha da Silva subscreveu mais de 127 milhões de ações da Oi e prevê ficar com 5,51% do capital da operadora brasileira.

 

O anúncio foi feito ontem, a poucos minutos do fecho da bolsa nacional, pelo que as ações estarão a reagir na sessão desta terça-feira.

 

Plano alternativo do Brexit votado no parlamento britânico

O acordo de Theresa May para o Brexit chumbado pelos deputados britânicos volta, com algumas emendas (é um plano B que acaba por ser o plano A mas com concessões que até aqui a UE rejeitou dar), ao Parlamento britânico. Esta terça-feira é assim a data prevista para a discussão e votação do chamado plano alternativo para o Brexit. Além da moção da primeira-ministra serão também discutidas e votadas emendas propostas por deputados. A decisão sobre as emendas que irão a votos cabe ao "speaker" dos Comuns, John Bercow.

 

Para já, a emenda com maior lastro na imprensa tem como autora a deputada trabalhista Yvette Cooper e pressupõe que se até 26 de fevereiro não tiver sido alcançado nenhum acordo de saída, então o Brexit, agendado para as 23:00 de 29 de março, seja adiado por um período de nove meses. May rejeita adiar a saída, considerando que isso seria trair os resultados do referendo de 2016. Por outro lado, se o Brexit for adiado por um período superior a três meses, o Reino Unido será obrigado a participar nas eleições europeias marcadas para maio deste ano. Certo é que se não houver um acordo sobre os termos jurídicos da saída e os princípios norteadores da relação futura, nem tão pouco um adiamento do Brexit, então a saída ocorre de forma desordenada e em terreno nunca pisado.

 

 

Apple apresenta resultados do trimestre

A Apple apresenta esta terça-feira as contas relativas ao seu primeiro trimestre fiscal. A gigante norte-americana reviu recentemente em baixa as suas estimativas para o crescimento dos resultados. A companhia liderada por Tim Cook justifica a expectativa de um crescimento mais lento das vendas com o abrandamento na China, pelo que os investidores estarão particularmente atentos às contas da empresa.

 

Ainda esta semana serão conhecidos os resultados de outras grandes tecnológicas, como a Amazon e a Microsoft.

 

China analisa investimento estrangeiro

O Comité Permanente do Congresso Nacional do Povo, na China, realiza entre hoje e quarta-feira uma sessão especial para analisar uma proposta relativa ao investimento estrangeiro que ajudará às negociações comerciais com os Estados Unidos.

 

Washington e Pequim têm estado em negociações para tentarem levar a bom porto os seus diferendos e acabar com as tensões comerciais que já duram há cerca de um ano e que se traduziram na imposição de direitos aduaneiros acrescidos, de parte a parte.

 

Confiança dos consumidores franceses em foco

Hoje são divulgados novos indicadores económicos um pouco por todo o mundo. Na Europa, o destaque vai para os dados da confiança dos consumidores em França. Teremos também a decisão de política monetária do banco central da Hungria e os números da inflação na Islândia.

 

Fora da Europa, destaque para a confiança do consumidor nos Estados Unidos, bem como para os dados da inflação no Brasil.

 




Marketing Automation certified by E-GOI