Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções asiáticas caem lideradas por empresas mineiras e exportadoras no Japão

As acções asiáticas negoceiam em queda, lideradas pelas empresas mineiras e exportadoras japonesas, depois de as empresas chinesas terem apresentado resultados desapontantes e de o iene ter apreciado após a vitória do partido Democrático do Japão na eleições.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 31 de Agosto de 2009 às 07:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
As acções asiáticas negoceiam em queda, lideradas pelas empresas mineiras e exportadoras japonesas, depois de as empresas chinesas terem apresentado resultados desapontantes e de o iene ter apreciado após a vitória do partido Democrático do Japão na eleições.

O MSCI Ásia – Pacifico recuou 0,4% para 113,44 pontos com duas acções a descer por cada uma que subida . O índice subiu 61% desde que atingiu mínimos de cinco anos, a 9 de Março, com especulação de que a economia mundial está a recuperar da crise económica.

“As acções subiram muito e do ponto de vista técnico estão sobreavaliadas”, disse o estratega da AMP Capital Investor, Nader Naeimi. “Provavelmente precisamos duma correcção antes das próximas subidas”, acrescentou.

No Japão, o Nikkei recuou 0,39% para 10.492 pontos e o Topix desceu 0,31% para 966,35 pontos. O relatórios governamentais mostraram que a produção industrial subiu ao menor ritmo em quatro meses, em Julho e as vendas do retalho caíram, evidenciando o desafio que enfrenta o novo governo para manter o ritmo de crescimento económico.

O Partido Democrático do Japão (PDJ) ganhou as eleições legislativas, obtendo 308 lugares no parlamento com assento para 480 deputados, segundo a imprensa japonesa. O PDJ tenciona reanimar a economia do país, aumentando os gastos com cuidados às crianças, cortando os impostos e limitando o poder dos burocratas.

O Shangai Composite caiu 5,4%, a acompanhar a queda de 8% do Industrial Bank depois de a imprensa chinesa ter dito que os bancos chineses podem ter cortado o crescimento da concessão de novos créditos. O índice de referência para a China, caiu 20% no mês passado e registou o pior desempenho do mundo, nesse período.

A Baoshan Iron caiu 7,1% para 6,41 yuans. A empresa disse que “a economia não recuperou substancialmente e que as fundações para o crescimento doméstico não são sólidas”, segundo a Bloomberg.

O australiano, S&P/ASX 200, subiu 0,1%. O Australia & New Zealand Banking Group subiu 4,6% depois de ter dito que o seu lucro aumentou.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias