Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Escalada da Euribor atira juros dos certificados para perto de máximo de 3,5%

O cálculo da remuneração dos certificados de aforro tem por base a evolução da Euribor a três meses, que tem vindo a escalar nos últimos meses. O retorno poderá atingir o tecto, mas não deixarão de ser atrativos, antecipam os analistas.

A Euribor, que serve de cálculo à taxa dos certificados, está fortemente dependente da evolução dos juros do Banco Central Europeu (BCE). Pedro Catarino
  • Partilhar artigo
  • 13
  • ...
A corrida aos certificados de aforro foi alimentada pelas remunerações atrativas. O cálculo do juro destes produtos de aforro do Estado está associado à Euribor a três meses, que tem vindo a escalar. Esta não vai, contudo, continuar a subir sem fim já que tem um tecto máximo de 3,5%. Os analistas antecipam que este patamar seja atingido nos próximos meses, mas consideram que o investimento se mantém atrativo tendo em conta ...
Ver comentários
Saber mais BCE Euribor António Ribeiro Deco Proteste Zona Euro juros mercado financeiro certificados
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio