Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

A sua semana dia a dia: O Orçamento do Estado e os encontros do FMI

A semana arranca com o OE 2022 e os encontros anuais do FMI e do Banco Mundial em destaque. A época de resultados começa em Wall Street com as contas trimestrais da banca norte-americana.

José Sena Goulão/Lusa
Leonor Mateus Ferreira 10 de Outubro de 2021 às 19:30
  • Partilhar artigo
  • ...
Segunda-feira Galp Energia divulga dados operacionais

A época de resultados só começa em Lisboa na próxima semana, mas a Galp Energia dá o pontapé de saída com resultados operacionais no terceiro trimestre do ano. Até junho, a petrolífera obteve lucros de 166 milhões de euros, o que compara com perdas de 22 milhões na primeira metade de 2020.

Segunda-feira Mercado fechado nos EUA e Canadá

Os mercados de obrigações vão estar fechados nos Estados Unidos e Canadá esta segunda-feira em observância do Columbus Day (no primeiro caso) e do Thanksgiving Day canadiano (no segundo).

Segunda-feira Orçamento chega à AR com dívida de 123%

A proposta de Orçamento do Estado para 2022 tem de ser entregue até à meia noite pelo Governo ao presidente da Assembleia da República. O Executivo já apresentou as linhas gerais aos partidos e Os Verdes avançaram que o cenário macroeconómico aponta para um défice das contas públicas de 3,2% e uma dívida pública de 123% em 2022.

Segunda-feira Nobel da Economia

A Real Academia Sueca das Ciências começou na semana passada a divulgar os distinguidos com os Prémios Nobel deste ano e esta segunda-feira é a vez da Economia. No ano passado, foram os norte-americanos Paul Milgrom e Robert Wilson que receberam esta distinção pelo trabalho que desenvolveram relativamente à teoria dos leilões.

Terça-feira FMI revê projeções do PIB mundial

As reuniões do Comité Monetário e Financeiro Internacional (CMFI) e do Comité de Desenvolvimento (CD) realizam-se em formato híbrido entre os dias 11 e 17 de outubro. Esta terça-feira, o Fundo Monetário Internacional aproveita a ocasião para divulgar novas projeções para o crescimento do produto interno bruto global.

Terça-feira Zew conhecido na Alemanha

Numa altura de aceleração da recuperação económica após os confinamentos da pandemia, são divulgados novos dados que vão permitir avaliar a saúde da maior economia da Europa. O instituto Zew vai dar a conhecer o seu índice de sentimento económico, no qual indica as perspectivas dos investidores na Alemanha.

Quarta-feira Fed divulga minutas do último encontro

A Fed divulga ao final da tarde as minutas do último encontro de política monetária. O banco central dos EUA decidiu na altura não mexer na taxa dos fundos federais, que se manteve entre 0% e 0,25%. Também decidiu não alterar o valor mensal da compra de obrigações. No entanto, anunciou que "em breve poderá ser garantida" uma moderação no ritmo destas compras.

Quarta-feira Portugal e Alemanha divulgam IPC

Tanto Portugal como a Alemanha divulgam os dados finais do índice de preços no consumidor em setembro. A estimativa rápida do INE indica que a inflação homóloga terá sido de 1,5%. A confirmar-se, significa que se mantém no valor de agosto. Na Alemanha, o crescimento dos preços terá sido de 4,1%, o ritmo mais rápido desde janeiro de 1997 (quando começou a harmonização de dados a nível europeu).

Quinta-feira Wall Street arranca com resultados

A semana vai ser marcada pelo início da earnings season em Wall Street, com os maiores em particular foco. Depois da BlackRock, do JPMorgan Chase e do Morgan Stanley na terça-feira, quarta-feira é a vez do Citigroup e do Wells Fargo e, no dia seguindo, do Goldman Sachs. A expectativa é que as contas trimestrais mostrem um reforço do M&A.

Quinta-feira Banco de Inglaterra sinaliza ajustes

O Banco de Inglaterra está em foco após ter sinalizado que pretende começar a retirar estímulos este ano ainda e poderá dar agora novos sinais. Três responsáveis da instituição britânica vão discursar esta semana: o vice-governador Jon Cunliffe na quarta-feira e, no dia seguinte, Silvana Tenreyro e Catherine L. Mann (ambas membros do Comité de Política Monetária). As palavras são conhecidas depois de o gabinete de estatísticas do Reino Unido dar a conhecer, na terça-feira, estimativas para o crescimento do PIB em agosto.

Sexta-feira França e Reino Unido na mira das agências

Sexta-feira após o fecho dos mercados norte-americanos é altura de serem revistos os ratings, sendo que a Moody’s vai olhar para a dívida do Reino Unido e a DBRS para a de França. A Roménia vai ser alvo de revisão tanto pela Standard and Poor’s como pela Moody’s.

Sexta-feira Delta Airlines apresenta contas

Além dos bancos, há outras empresas norte-americanas a apresentar contas esta semana. É o caso da companhia aérea Delta Airlines, que irá mostrar ao mercado como está a recuperar do impacto da pandemia no setor das viagens. O consenso entre os analistas aponta para resultados líquidos por ação em terreno positivo no terceiro trimestre do ano. A estimativa de 0,16 dólares por ação compara com um prejuízo de 3,30 dólares no período homólogo. A concretizar-se, será o primeiro lucro trimestral em sete trimestres consecutivos.

Outras Notícias