Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo aumenta valor a emitir em obrigações de retalho para 750 milhões

A forte procura registada por este novo produto levou a uma revisão em alta do montante a emitir para um valor bem acima do topo do intervalo previamente definido. Os investidores podem colocar ordens de subscrição até 16 de Maio.

Miguel Baltazar
Paulo Moutinho 09 de Maio de 2016 às 18:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...

As Obrigações do Tesouro de Rendimento Variável (OTRV) estão a atrair muitos investidores. Tantos que o Governo decidiu rever em alta o montante a emitir nestes títulos destinados a pequenos investidores. O valor inicial era de 350 milhões de euros, mas a fasquia acabou por ser elevada bem para cima do limite superior daquele que era o intervalo máximo possível com esta emissão.


No prospecto da emissão destas obrigações para o retalho existe a possibilidade de elevar o montante a emitir para um valor entre os 400 e os 600 milhões de euros. O Executivo definiu um valo de 750 milhões como novo objectivo. "Foi decidido aumentar o montante da série de OTRV de 350 para 750 milhões de euros", lê-se no Diário da República.


A revisão em alta surge decorridas duas das três semanas do período de subscrição que arrancou a 26 de Abril. Logo na primeira semana, o valor das ordens colocadas pelos pequenos investidores tinha já superado os 350 milhões de euros iniciais, apurou o Negócios junto de várias fontes de mercado.


Fonte oficial do Ministério das Finanças afirmou, à data, que a aceitação deste novo produto de poupança estava a ser boa. A subscrição "está a correr bem", disse. E agora fica confirmada com a revisão do valor total a obter através destes títulos que oferecem aos investidores uma taxa bruta anual de 2,2%. Contudo, é preciso cuidado com as comissões que podem arrasar o retorno.


Risco de rateio


Mas com o aumento da oferta de OTRV, os investidores continuam a arriscar a eventualidade de perante as elevadas ordens ter de haver rateio. E, nesse caso, há três fases de rateio: atribuição de OTRV no montante de 10.000 euros, correspondente a 10 OTRV (ou no montante solicitado, no caso de este ser inferior a 10.000 euros) a cada ordem de subscrição, depois a atribuição do restante montante solicitado em cada ordem de acordo com a data em que deu entrada na Euronext. 

Por último, de acordo com o prospecto, procede-se à atribuição sucessiva de mais 1.000 euros em OTRV às ordens de subscrição que, após a aplicação dos critérios anteriores, mais próximo ficarem da atribuição de um lote adicional de 1.000 euros em OTRV. O investimento mínimo nestes títulos é, à semelhança do que acontece com os CTPM, de 1.000 euros.


O que tem de ter em conta na subscrição das Obrigações do Tesouro no retalho?
A carregar o vídeo ...
O que tem de ter em conta na subscrição das Obrigações do Tesouro no retalho?



Ver comentários
Saber mais obrigações juros dívida emissão retalho investidores emissão OTRV
Mais lidas
Outras Notícias