Filipe Garcia
Filipe Garcia 05 de maio de 2015 às 19:39

Os Desafios da Economia

Editado pelo Clube do Autor, "Os Desafios da Economia" reúne 12 textos da autoria de outros tantos prémios Nobel da Economia. O livro é organizado por Robert Solow, ele próprio premiado pela Academia Real das Ciências da Suécia.

 

Esta obra foi, segundo Solow, pensada para os estudantes no início da sua vida académica, com o objetivo de mostrar como a economia pode (e deve) abordar temas concretos. Esta tentativa de seduzir novos discípulos para as Ciências Económicas aposta em conteúdos de excelência e numa grande variedade de temas. Abordam-se assuntos mais abrangentes como as alterações na economia global, a sustentabilidade e a consistência das políticas, mas também há textos sobre problemas mais demarcados como as reformas, o desemprego e os métodos de eleição de líderes. Claro que ficaram muitas matérias por tratar, algo que é assumido por Solow como inevitável.

 

A linguagem é apenas relativamente acessível. Apesar de os autores se terem proposto a comunicar de forma simples, o rigor exigiu a utilização de alguns conceitos e termos mais específicos. Esse facto não impede que "Os Desafios da Economia" não possa e não deva ser lido por quase toda a gente. O título original - "Economics for the Curious - Inside the minds of 12 Nobel Laureates" - parece-me fazer muito mais justiça a esta obra. Isto porque os autores não se pretendem atirar de cabeça à proposta de soluções, mas sim demonstrar como a economia observa a realidade.

 

Este é um ponto interessante. A maioria das pessoas espera dos economistas reflexões técnicas, como se só houvesse uma resposta ou abordagem possível. Mas, em economia, as coisas são diferentes: mesmo com economistas laureados, e talvez sobretudo nesses casos, as análises e as propostas são muito pessoais e refletem a sua forma de ver o mundo, o que consideram certo ou aceitável e o que pode ou não funcionar. Por isso, o leitor não deve estranhar se estiver a ler o capítulo de Paul Krugman, por exemplo, e concordar com muito pouco do que ali foi escrito ou, pelo contrário, subscrever na íntegra. Mas essa é também a riqueza da ciência económica.

 

Economista da IMF, Informação de Mercados Financeiros

 

Este artigo está em conformidade com o novo acordo ortográfico

 

Autor: Robert M. Solow (organizador)

 

Editora e Data: 2014 - Clube do Autor

 

Frase: "São várias as áreas (…) em que o equilíbrio de Nash é subótimo de Pareto"

 

Keywords: "Economia"; "Preços/Quantidades"; "Assimetrias"; "Desemprego"; "Depressões"; "Sustentabilidade"; "Reformas de Aposentação";

 

Classificação: ****

pub

Marketing Automation certified by E-GOI