Joaquim Aguiar
Joaquim Aguiar 14 de janeiro de 2019 às 21:00

Maioria estável e coerente

Trump exerce o seu poder instável e incoerente na escala mundial, o que significa que se está no caminho estratégico que conduz ao desastre.

A FRASE...

 

"Trump é agora o Dr. Strangelove dos mercados financeiros. Como o louco paranóico no clássico filme de Stanley Kubtick, Trump está a flertar com a destruição económica mutuamente assegurada."

 

Nouriel Roubini, Jornal de Negócios, 8 de Janeiro de 2019

 

A ANÁLISE...

 

Trump é um amador em assuntos políticos, o que não lhe permite ver que a sua ignorância conduz à incompetência. Anuncia objectivos, mas não sabe como conceber o caminho crítico que conduz dessa expressão da vontade à realização desses objectivos, ficando preso nas declarações que fez sem saber como recuar e sem conseguir avançar. Mais do que uma variável livre que se liberta dos constrangimentos do sistema estabelecido para explorar rotas inovadoras, é uma variável solta, uma geringonça, que não consegue consolidar uma trajectória consistente.

 

Essa variável solta foi adequadamente diagnosticada e está a ser cuidadosamente utilizada por Vladimir Putin, numa operação que é desenvolvida à frente de todos, sem disfarce, e com a qual obtém a fragmentação da Europa, o apoio dos Estados Unidos a forças políticas populistas e o desmantelamento das redes de alianças que os Estados Unidos construíram ao longo de décadas e nas quais basearam a escala e o exercício do seu poder. É uma das operações com maior retorno do investimento que se encontra na história política recente, certamente muito mais rentável do que seria uma corrida aos armamentos e sem comparação com o que seria a relação entre custos e rendimentos de um conflito militar.

 

E tudo se resumiu a uma exploração hábil de uma vulnerabilidade do dispositivo democrático. É possível eleger para presidente dos Estados Unidos quem não tem uma maioria estável e coerente, mas obtém a legitimidade para ocupar esse centro de decisão. A maioria de Trump não é maioritária nem no eleitorado, nem no Congresso. E não é coerente, porque depende dos humores, da ignorância e da incompetência de quem exerce a função presidencial. Não sendo uma maioria estável, não ganha as votações. Não sendo uma maioria coerente, não tem a firmeza necessária para a condução estratégica. Trump exerce o seu poder instável e incoerente na escala mundial, o que significa que se está no caminho estratégico que conduz ao desastre.

 

Artigo em conformidade com o antigo Acordo Ortográfico

 

Este artigo de opinião integra A Mão Visível - Observações sobre as consequências diretas e indiretas das políticas para todos os setores da sociedade e dos efeitos a médio e longo prazo por oposição às realizadas sobre os efeitos imediatos e dirigidas apenas para certos grupos da sociedade.

maovisivel@gmail.com

pub

Marketing Automation certified by E-GOI