Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Mão visível
Notícias desta secção

A vacina coletiva. Onde está?

22.10.2020 Jorge Marrão

O Presidente da República entretanto vacina-se, mas não nos traz as vacinas para a doença coletiva em que estamos a viver no seu mandato. A brincadeira vai sair cara ao regime democrático.

Excepção e emergência

22.10.2020 Joaquim Aguiar

A peste veio confirmar o que todos já deviam saber: há várias esquerdas, como há várias direitas. Podem somar-se em maiorias de conveniência, mas isso não é o mesmo que ter coerência para responder à emergência.

Ópera bufa

19.10.2020 Paulo Carmona

Temos de combater a pobreza do desemprego e da crise pandémica, nos setores atingidos. No entanto, a obsessão assistencialista esquece que o melhor combate à exclusão social é o emprego.

A natureza da crise

15.10.2020 Joaquim Aguiar

Não se sai desta crise voltando para o passado, é preciso refundar o futuro - sem repetir as ilusões e as mentiras do passado. A ilusão do poder do passado é agora a tragédia do poder no presente.

A proletarização da sociedade

14.10.2020 Jorge Marrão

A corrupção política é feita para reduzir a independência da sociedade civil e manter o status quo. Os descontentes (quase toda a sociedade) concordam com os encantos dos políticos habilidosos que propalam retirar dos ricos para distribuir pelos pobres e remediados.

Um eterno dilema?

08.10.2020 Jorge Marrão

O caldo opaco das justificações e dos eventuais conflitos de interesse das nomeações para os órgãos regulatórios e de escrutínio, e os que consolidam a separação dos poderes legislativo, executivo e judicial, aprofundam a agonia da democracia portuguesa.

Atracção para o abismo

08.10.2020 Joaquim Aguiar

As polarizações em política resultam de medos que se justificam pela percepção da vulnerabilidade ou pela evidência da superioridade competitiva dos outros. O outro é uma ameaça porque implica a consciência da fraqueza própria.

Reféns dos extremos

01.10.2020 Jorge Marrão

São as alternativas moderadas à esquerda e direita com projetos políticos divergentes que nos farão sair da estabilidade podre e da sociedade inamovível, agora temperada com os afetos do semipresidencialismo, ao invés da provocação institucional saudável.

Exigir o impossível

30.09.2020 Joaquim Aguiar

Um revolucionário exige o impossível para mostrar que quem está no poder não sabe realizar esse ideal. Um democrata não aceita violar o critério da possibilidade porque sabe que a ilusão no presente, mesmo que seja vitoriada pelos iludidos com as promessas, significa a escravatura no futuro.

Grandes expectativas

29.09.2020 Álvaro Nascimento

Destituídos da providência divina, não nos resta senão jogar aos dados: escolher a quem entregar os recursos - entre público e privado - e como os dirigir - mais ou menos mercado. Balancear entre a confiança no poder Estado e no juízo dos cidadãos.

Ver Mais
Publicidade
C•Studio