Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Ricardo Leal dos Santos 03 de Janeiro de 2006 às 13:59

África Minha

Já estou em África. Depois das etapas portuguesas, a caravana do Euromilhões Lisboa-Dakar 2006 seguiu para Espanha, onde apanhámos o barco que nos levou para o continente africano, mais precisamente para a cidade marroquina de Nador. Foram sete horas apro

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

De facto, sair de Lisboa e começar com dois dias competitivos no nosso país é algo de excepcional. Sentir a paixão do público ao longo da estrada e nas próprias classificativas ajuda-nos a sermos mais fortes face às adversidades que, com certeza, todos iremos encontrar pela frente. No meu caso, por apostar numa participação a solo, já tive alguns contratempos! No primeiro dia, andei quase 15 quilómetros atrás de um concorrente que não me quis facilitar a ultrapassagem e acabei com um vidro partido, bem como a protecção das ópticas! No dia seguinte, domingo, num percurso fantástico, muito a meu gosto, sinuoso e técnico, tive que andar com mais cuidado já que como sou eu a rodar as folhas do ‘road book’? nem sempre o faço no local e momento exacto!

Deixando Portugal para trás, fizemos uma extensão ligação por auto-estrada até ao porto de Málaga. Aproveitei para fazer alguns telefonemas e contactar com quem me está a apoiar em mais esta participação no, agora, nosso Dakar.

Por isso, tenho sempre que estar concentrado, até porque estou apostado em ser o sétimo piloto, numa década, a concorrer sozinho e a conseguir terminar. Apenas meia dúzia de concorrentes conseguiram chegar à capital senegalesa, tendo partido sem navegador. Em 1995, Jacky Ickx conseguiu tal feito, seguido por Jean-Louis Schlesser no ano seguinte. Em 1997 e 1998, ficaram todos pelo caminho, enquanto em 1999 foi a vez de Romagny, seguido por Tartalin e Stéphane Henrard, em 2000, e Thian no ano seguinte. Ou seja, há quatro anos que mais ninguém conseguiu tal feito!

Ontem, ao longo de 314 quilómetros cronometrados, consegui fazer uma prova sem grandes problemas, terminando o dia na 112ª posição, passando agora a ocupar o 42º posto à geral, com uma diferença mínima para o outro piloto que participa sozinho. No entanto, o Dakar ainda agora começou e, de um momento para outro, tudo pode acontecer! Hoje, são mais 386 quilómetros entre Er Rachidia e Ouarzazate, em pleno coração de Marrocos, local conhecido pelas suas actividades cinematográficas. Foi lá rodado ‘A jóia do Nilo’, ‘Astérix e Cleópatra’ e ‘Gladiador’, entre muito outros.

Mas o meu filme é outro?

Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias