Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Um meticuloso trabalho de sacristia

Eddie Mannix foi o braço-direito de Louis B. Mayer, patrão do maior estúdio, a MGM, que tinha mais estrelas do que estrelas há no céu. Deus limpará as borradas que fazem as estrelas do céu, Mannix limpava as borradas das estrelas da terra.

Manuel S. Fonseca | José Tiny - Ilustração 27 de Janeiro de 2019 às 10:00
  • Partilhar artigo
  • ...

O cinema é americano. Eis uma vaca sagrada que nem o #metoo se atreve a beliscar. Belisco eu: o que seria do cinema sem o catolicismo! Sem o arrevesado católico John Ford os westerns nunca seriam o que foram, sem o perverso católico Hitchcock não nos benzeríamos na água benta do medo e do suspense. Mas quem, num meticuloso trabalho de sacristia, protegeu o sensível bebé que era o cinema foi o católico Eddie Mannix. E vejam: os nossos

...

Ver comentários
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Outras Notícias