Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Passos Coelho ataca PS

Pedro Passos Coelho aproveitou a declaração onde anunciou a saída do programa de ajustamento para criticar o PS e "a falta de compromisso político".

A carregar o vídeo ...
Alexandra Machado amachado@negocios.pt 04 de Maio de 2014 às 20:34
  • Partilhar artigo
  • 17
  • ...

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, na declaração ao País para anunciar a saída sem programa cautelar da ajuda externa, aproveitou para atacar a oposição, em particular o PS, pelo que diz ser a falta de compromisso político. 

 

"Quando em 2011 foi negociado [o memorando de ajuda], o Governo [de José Sócrates] beneficiou do apoio da oposição. Fizemo-lo porque compreendemos o quanto era fundamental o consenso", mas, continuou, "infelizmente quando foi preciso cumprir o acordo, apoio idêntico não existiu".

 

Passos Coelho acrescentou que "a falta de apoio agravou as incertezas e dificuldades" e até, disse, obrigou "a alteração de medidas e correspondentes expectativas".

 

Numa declaração onde elogiou, várias vezes, os portugueses, Passos Coelho acabou por dizer que "foi a determinação dos portugueses e muitos parceiros sociais que nos permitiu superar todos os obstáculos". Por isso, concluiu, "os portugueses são o melhor garante do consenso nacional".

 

É, por isso, que acredita que "esta é a decisão certa". 

Ver comentários
Saber mais passos Coelho PS troika
Outras Notícias