Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Centeno evita números optimistas de Marcelo

Ministro das Finanças garante que bons resultados na economia no primeiro trimestre não são temporários, mas recusou ficar colado às previsões de Marcelo, que admite um crescimento de 3,2% este ano.

Bruno Simão/Negócios
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O ministro das Finanças garantiu esta sexta-feira que o crescimento económico de 2,8% registado no primeiro trimestre veio para ficar mas não quis associar-se ao cenário admitido um dia antes pelo Presidente da República, que admitiu que o PIB possa crescer este ano 3,2%.

Mário Centeno falava no Parlamento e respondia a questões colocadas pelos deputados do PSD que quiseram saber a opinião do governante sobre os números avançados quinta-feira pelo chefe de Estado.

Na Croácia, onde está em visita de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa admitiu que "é uma hipótese que não está afastada" Portugal conseguir este ano um crescimento económico à volta de 3,2% e um défice de 1,4%.

No Orçamento, o Governo prevê um aumento do PIB de 1,8% e um défice de 1,5%.

No Parlamento, Mário Centeno disse partilhar o optimismo do Presidente, mas garantiu não ter referido os números de Marcelo quando se mostrou confiante nos resultados da economia. "Não falei de números", disse. "Fizeram um malabarismo para me associar aos números" do Presidente da República, acusou, dirigindo-se aos deputados sociais-democratas.

No entanto, o ministro das Finanças assegurou que o bom resultado do primeiro trimestre não será um caso isolado. "Não estamos a falar de um fenómeno meramente temporário", afirmou.

Ver comentários
Saber mais crescimento PIB Marcelo Rebelo de Sousa Mário Centeno Presidente da república ministro das Finanças
Mais lidas
Outras Notícias