Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mapa: Portugal a vermelho carregado num mundo em recessão profunda

As previsões do FMI apontam para um forte impacto da pandemia na economia mundial. Veja o mapa com as estimativas para as principais economias em 2020 e 2021.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

O Fundo Monetário Internacional (FMI) até melhorou as suas previsões para a economia mundial este ano, mas as estimativas divulgadas esta semana pela entidade liderada por Kristalina Georgieva mostram uma recessão que continua profunda (e sem precedentes) devido ao impacto da pandemia da covid-19.

 

No Boletim de Outono divulgado na terça-feira, o FMI prevê uma queda da economia mundial de 4,4% em 2020, uma melhoria das previsões conhecidas em junho, que apontavam para uma quebra de 4,9%. Ainda assim, são bem mais graves do que o FMI previa em abril, quando o mundo estava a passar pelo "grande confinamento" e que apontavam para uma recessão mundial de 3%.

 

Se as previsões para a economia global como um todo estão agora melhores, o mesmo não se pode dizer para Portugal. O FMI aponta para uma queda do PIB de 10% em Portugal este ano, quando em junho estimava uma recessão menos gravosa de 8%.

 

Uma recolha do Negócios junto das estimativas do FMI para as dezenas de países (ou Estados) que acompanha mostra que Portugal está no restrito lote de 13 nações com que a queda no PIB deste ano se escreve com dois dígitos.

 

Macau terá o pior desempenho (-52,3%), sendo que outros países com forte dependência do turismo (como é o caso de Portugal) também surgem nesta lista negativa. No mapa em cima (onde apenas constam as maiores economias) Portugal surge na mesma escala que Itália, Espanha, Argentina e Índia.
 

A economia portuguesa, tendo em conta as previsões do FMI, terá o terceiro pior desempenho da União Europeia em 2020, com França e Grécia a surgirem muito perto.  

 

No mapa em cima pode ver as previsões do FMI para todos os países da União Europeia e as principais economias mundiais em 2020 e 2021. Pode também comparar com as estimativas produzidas em abril.

Ver comentários
Saber mais FMI União Europeia PIB mapa recessão
Mais lidas
Outras Notícias