Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Preço médio do vinho exportado subiu 26% em três anos

Portugal está a exportar menos vinho, mas a fazer mais dinheiro com as vendas. O preço por litro de vinho subiu de 2,09 euros em 2012 para 2,63 em 2015.

Rui Peres Jorge rpjorge@negocios.pt 09 de Junho de 2016 às 14:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Entre 2012 e 2015 o número de litros de vinho vendido ao exterior caiu, mas as vendas em valor nominal subiram, o que se explica por um aumento significativo do preço por litro, avança o Instituto Nacional de Estatística na nota mensal de Junho sobre comércio internacional de mercadorias. O Vinho do Porto e França continuam como principal produto e cliente dos produtores nacionais.

"Nos últimos três anos a evolução do valor das exportações de vinhos reflectiu o acréscimo do valor unitário, já que as quantidades exportadas (litros) diminuíram. Com efeito, enquanto o valor exportado aumentou continuadamente desde 2010, os litros de Vinhos vendidos para os mercados externos registaram reduções a partir de 2013, após um período de aumento entre 2010 e 2012", lê-se na nota divulgada pelo instituto, onde se dá conta de um aumento do preço por litro de 2,09 euros em 2012 para 2,63 euros em 2015, o que "corresponde a um aumento de 25,8%".

O instituto nota uma evolução negativa das exportações nos primeiros três meses de 2016: a subida de preços não compensou a queda no número de litros vendidos face a 2015. "No primeiro trimestre de 2016, em comparação com o mesmo período do ano anterior, evidencia-se uma redução do valor exportado (-3,6%), que reflecte a diminuição dos litros exportados (-13,2%), dado que o valor unitário praticado aumentou de 2,43 euros no primeiro trimestre de 2015 para 2,70 euros".

Vinho do Porto e França na frente

O Vinho do Porto destaca-se como o principal vinho exportado, explicando 42,6% das vendas totais em 2015, com um preço médio de 4,7 euros, que compara com os 4,3 euros de 2012. Os vinhos tinto e verde ocupam as segunda e terceira posições no total das exportações de vinho, com 10,3% e 7,4% das vendas, respectivamente.

Já o principal mercado de exportações é o francês – 14,9% do total de vendas de 2015 – com quase dois terços das compras a serem de Vinho do Porto.

O INE salienta ainda que "entre os dez principais mercados de destino dos vinhos portugueses em 2015, os valores unitários mais elevados (cerca de 4 euros por litro) foram registados nas exportações para o Reino Unido, Canadá e Estados Unidos", realçando que esses foram exactamente "os mercados que apresentaram maior dinamismo" nesse ano. "Em 2015 destacaram-se os crescimentos registados nas exportações de vinhos para os Estados Unidos (+16,3%), Canadá (+14,6%) e Reino Unido (+6,9%). O Reino Unido ascendeu a segundo maior país de destino dos Vinhos portugueses em 2015 (peso de 10,6%), retomando assim a posição que tinha perdido para Angola (9,3% em 2015) a partir de 2011", lê-se na mesma nota.

As exportações de vinho em 2015 ascenderam a 739 milhões de euros, representando cerca de 1,5% das exportações nacionais. Já as importações ficaram-se pelos 120 milhões de euros – cerca de 0,2% do total de importações, com destaque para as compras feitas a Espanha (71,6% do total), com um preço por litro de apenas 0,41 euros.

Entre importações e exportações, Portugal conseguiu em 2015 um excedente comercial na balança de vinhos um pouco superior a 600 milhões de euros, o que ascendeu ao quatro maior excedente comercial.

Ver comentários
Saber mais vinho importações exportações INE comércio internacional
Outras Notícias