Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Indústria mais exportadora “funde-se” para fornecer de toucas a ventiladores

As empresas do setor da metalurgia e metalomecânica, que empregam 250 mil pessoas, estão a arregaçar as mangas para dotar os sistemas de saúde e de segurança com equipamentos e materiais de proteção.

Ricardo Castelo
António Larguesa alarguesa@negocios.pt 07 de Abril de 2020 às 17:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A indústria da metalurgia e da metalomecânica está a mobilizar esforços para ter um "papel ativo na resolução desta crise" da covid-19, com a associação do setor (AIMMAP) a acompanhar e a coordenar as várias iniciativas que estão a ser lançadas pelas empresas e em que estão envolvidos os centros tecnológico (CATIM) e de formação do setor.

 

O projeto mais conhecido envolve o protótipo de ventilador que está a ser desenvolvido pelo INESC TEC - Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência e pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), que é um dos três ventiladores "made in Portugal" em fase de pré-produção.

 

Além do apoio ao desenvolvimento do PNEUMA por parte do centro tecnológico desta que é a indústria mais exportadora do país, com vendas ao exterior de quase 20 mil milhões de euros em 2019, a AIMMAP já se comprometeu a "pagar uma série de 6 a 12 ventiladores e a produzir mais de 200 e entregá-los à Administração Regional de Saíde (ARS) do Norte até ao final do mês".

 

A doação de máscaras e álcool gel para profissionais de saúde em vários concelhos do Grande Porto; a entrega de 559 estruturas de suporte para viseiras em hospitais; e a oferta de 22 mil máscaras de proteção para profissões de risco e de dezenas de milhares de toucas descartáveis, proteções de sapatos e luvas de nitrilo são contributos listados pela associação. Foi também criada uma conta para receber donativos destinados à compra de material de proteção contra o novo coronavírus, que já vitimou 345 pessoas em Portugal.

 

A associação tem levado a cabo um incansável auxílio aos seus associados durante este período de incerteza como se tivéssemos mil colaboradores. Rafael Campos Pereira, Vice-Presidente da AIMMAP



No apoio aos industriais que estão no terreno, o porta-voz da AIMMAP, Rafael Campos Pereira, destaca o "incansável auxílio" que nas últimas semanas tem prestado aos associados – desde a disponibilização de informação atualizada sobre as medidas do Governo ao apoio na procura de soluções a problemas concretos apresentados pelas empresas –, "tudo fazendo para ajudar a salvar as 15 mil empresas e os 250 mil trabalhadores" deste setor.

 

Numa nota enviada às redações esta terça-feira, 7 de abril, o designado Metal Portugal assegura ainda que vai continuar a "tentar reunir apoios com vista a apoiar o Serviço Nacional de Saúde e os seus profissionais, as forças de segurança pública, os motoristas de autocarros e transportadores de mercadorias ou os trabalhadores das superfícies comerciais (…), entre tantos outros que não podem ficar protegidos dentro das suas casas".

Ver comentários
Saber mais Coronavírus covid-19 indústria metalurgia metalomecânica ventiladores saúde exportações
Outras Notícias