Ministro diz que não sabia da "alegada discrepância" sobre material recuperado de Tancos

O ministro da Defesa afirmou hoje que não teve conhecimento da "alegada discrepância" quanto à recuperação do material militar furtado em Tancos e que aguarda "calmamente" uma "aclaração" por parte do Ministério Público.
Lusa
pub
Lusa 17 de julho de 2018 às 17:40

"Obviamente não tive conhecimento dessa alegada discrepância", referiu José Azeredo Lopes, em resposta ao deputado do PSD Pedro Roque, numa audição na comissão parlamentar de Defesa Nacional.

 

O ministro da Defesa sustentou que "o bom senso político obriga" a que se espere "calmamente que essa aclaração venha a verificar-se, ou seja, que se venha a saber e se sim, porque é que se se verifica uma alegada discrepância quanto àquilo que foi recuperado".

 

O deputado do PSD Pedro Roque referiu-se a notícias do jornal Expresso, no sábado, dizendo que "continua a monte e à solta" material furtado em Tancos que "aparentemente todos julgavam" que tinha sido recuperado, já que em Outubro foi divulgado que o material foi encontrado "à excepção de munições de 9 mm".

 

"Não é aceitável que, durante este tempo, o Governo continue aos papéis sem perceber bem o que se passou. A acção do ministro continua a ser vista com ligeireza, de modo algo descuidado e até com sobranceria", acusou Pedro Roque.

 

pub