Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Frio explica 24% da vaga de mortes em janeiro

O país passou por uma espécie de tempestade perfeita no mês passado. À terceira vaga de covid-19 juntaram-se temperaturas muito baixas que explicam, por si só, cerca de 24% do excesso de óbitos desse mês, segundo cálculos preliminares do Instituto Ricardo Jorge.

O frio, tal como o calor, é uma das principais causas do excesso de mortalidade. Com a pandemia, a situação agravou-se de forma dramática.
O frio, tal como o calor, é uma das principais causas do excesso de mortalidade. Com a pandemia, a situação agravou-se de forma dramática. Nuno André Ferreira/Lusa
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...

No primeiro mês deste ano morreram quase 20 mil pessoas, das quais 5.875 de covid-19. O Instituto Ricardo Jorge (INSA) calcula que, entre 28 de dezembro e 31 de janeiro, houve um excesso de mortalidade de cerca de nove mil mortes, 74% acima da linha de base das previsões do INSA. O fenómeno, que abarcou idades acima dos 45, registou-se em todas as regiões do continente e até chegou à Madeira. Só os Açores escaparam.

...

Ver comentários
Saber mais Portugal Instituto Ricardo Jorge Açores INSA Madeira Ana Paula Rodrigues IPMA saúde meteorologia morte
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Outras Notícias