Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo quer reavaliar a parte da TSU que vai para a formação

O Acordo de Formação Profissional, que deverá ser assinado esta quarta-feira, prevê uma reavaliação das verbas da taxa social única hoje em dia destinadas à formação profissional, adianta o Diário de Notícias.

A ministra do Trabalho reiterou a 4 de julho, em entrevista à Lusa, que as empresas têm de pagar a 100%. Agora, o Governo assume exceções.
António Cotrim / Lusa
Negócios jng@negocios.pt 28 de Julho de 2021 às 08:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Governo quer "avaliar o atual mecanismo de financiamento das políticas ativas do mercado de trabalho a partir das receitas da taxa social única (TSU) consagrado na lei". A medida consta do acordo de Formação Profissional, que tem vindo a ser negociado com os parceiros e que deverá ser assinado esta quarta-feira. 


A notícia é avançada pelo Diário de Notícias e em causa estão os 5% de descontos pagos à Segurança Social pelos trabalhadores e empresas e que revertem para as políticas ativas de emprego e formação profissional, nomeadamente através do Instituto do Emprego e Formação Profissional. 


Os patrões têm defendido na Concertação Social que as verbas da TSU sejam usadas para suportar a formação nas empresas, pelo que, desta forma, abre-se a hipótese de uma aproximação do Governo a essas revindicações. 


Do lado dos sindicatos a questão não é pacífica e a CGTP já avisou que não pretende aceitar o acordo. 

Ver comentários
Saber mais formação profissional IEFP CGTP
Outras Notícias