Economia Marques Mendes: Sócrates e Rio “são gémeos siameses” na vontade de controlar a justiça e comunicação social

Marques Mendes: Sócrates e Rio “são gémeos siameses” na vontade de controlar a justiça e comunicação social

O comentador político considera que as propostas do PSD que visam mudar a composição do Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) têm como objectivo "tentar controlar a acção do Ministério Público".
Marques Mendes: Sócrates e Rio “são gémeos siameses” na vontade de controlar a justiça e comunicação social
Pedro Catarino/Correio da Manhã
Negócios 16 de dezembro de 2018 às 21:15

Marques Mendes defendeu este domingo, no seu comentário habitual na SIC, que as propostas do PSD que visam mudar a composição do Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) têm como objectivo "tentar controlar a acção do Ministério Público".

 

Para o antigo líder dos sociais-democratas, "não surpreende que venham do lado de Rui Rio". "Em Portugal há dois políticos iguais na vontade de controlar a justiça e a comunicação social: José Sócrates e Rui Rio. Nessa matéria, eles são verdadeiros irmãos siameses", acusou Marques Mendes. "Podem até ser diferentes nas intenções e no carácter, mas nas ideias são iguais. Um e outro gostavam de poder dizer o que se investiga, como se investiga e quando se investiga".

 

O comentador político sublinha que há três coisas que surpreendem no actual líder do PSD. Em primeiro lugar, o combate à corrupção. Ressaltando que Rio é um "homem sério", Marques Mendes diz que, apesar disso, "nunca é capaz de ter uma palavra firme a favor do combate à corrupção".

 

Em segundo lugar, a falta de apoio claro à antiga Procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal que, na sua opinião, "fez história no combate à corrupção". "Nunca como nos últimos anos o Ministério Público foi tão firme e tão determinado na investigação contra a corrupção", acrescentou.

 

Em terceiro lugar, destaca, Rio tem "prioridades invertidas" no que respeita ao Ministério Público. "A grande prioridade é dotá-lo de meios para um combate mais eficaz e mais rápido à corrupção e ao crime em geral. Em vez disso, Rui Rio preocupa-se com a mudança da composição do Ministério Público. Tudo do avesso", conclui.

 




pub