Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Megafraude no IVA com prejuízos de pelo menos 50 milhões para Portugal

Investigação da Procuradoria Europeia levou a 14 detenções no país. Será a maior fraude carrossel em IVA investigada na UE.

Em causa estão as ofertas “zero rating”, ou seja, aquelas em que o consumo de dados de serviços ou aplicações específicas não contam para o volume de dados subscrito pelo cliente.
Istockphotos
Negócios jng@negocios.pt 02 de Dezembro de 2022 às 10:35

Aquela que será a maior fraude carrossel em termos de IVA investigada na União Europeia levou à detenção de 14 pessoas em Portugal e terá lesado os cofres públicos nacionais em, pelo menos, 50 milhões de euros, avança nesta sexta-feira o Público.

 

O jornal dá conta de uma investigação da Procuradoria Europeia a uma rede transacional de fuga ao IVA envolvendo o comércio de produtos eletrónicos na Internet. A operação, denominada Admiral, teve na origem investigações da administração fiscal portuguesa que detetaram suspeitas de fraude numa empresa de comércio de telemóveis em abril passado.

 

Em Portugal foram detidas 14 pessoas na última terça-feira, tendo sido realizadas cem buscas. Entre os detidos, está a ex-apresentadora de televisão Ana Lúcia Matos, escreve o Público.

 

Nas investigações realizadas em Portugal, explica o jornal, estavam em causa empresas com elevado volume de negócios que permaneciam ativas por apenas alguns meses, tendo pouco mais do que um endereço no país. Não declaravam imposto quer na compra quer na venda posterior dos bens eletrónicos que transacionavam.

 

Os dados da investigação da Procuradoria Europeia apontam para um prejuízo de 2200 milhões de euros a nível europeu.   

Ver comentários
Saber mais Magafraude União Europeia IVA Procuradoria Europeia Portugal
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio