Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Metade das famílias só tem poupanças até cinco meses

Ainda a pandemia não tinha chegado, e para o Bruegel a generalidade das famílias europeias já era demasiado frágil em termos financeiros. Portugal aparece encostado aos países mais vulneráveis, com metade das famílias a ter poupanças que duram, no máximo, pouco mais de cinco meses.

Por causa da crise económica provocada pela pandemia de covid-19, as famílias vão perder rendimentos.
Por causa da crise económica provocada pela pandemia de covid-19, as famílias vão perder rendimentos. Tony Gentile/Reuters
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

Ainda antes da pandemia de covid-19, metade das famílias em Portugal já só tinha poupanças para, no máximo, cinco meses de consumos básicos, ou seja, para comprar apenas o essencial – alimentação, pagar empréstimos ou rendas da casa, luz, água e gás. Num momento em que a economia vai enfrentar um choque de dimensões históricas, os economistas do Bruegel estão preocupados com a falta de robustez

...

Ver comentários
Saber mais Bruegel União Europeia Portugal Malta Áustria Holanda Poupança Alemanha Irlanda França política
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Outras Notícias