Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Metade da PME Crescimento esgotada em três meses

O ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, voltou a actualizar, hoje no Parlamento, os números da linha PME Crescimento, sendo que em três meses já foram financiados 690 milhões de euros, ou seja, 46% do total (1.500 milhões de euros).

João Carlos Malta joaomalta@negocios.pt 18 de Abril de 2012 às 10:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
"Esta linha já fez 5.975 operações, numa adesão que comparada com as anteriores linhas está a ocorrer a um ritmo quatro vezes superior", adiantou Santos Pereira, durante a comissão parlamentar de Economia e Obras Públicas.

O ministro da Economia, que reafirmou que desde o primeiro dia o Governo tem trabalhado para desanuviar as condições de financiamento à economia, atribuiu o sucesso desta linha à revisão do valor dos "spreads" com a banca, "que não eram atractivos para as instituições bancárias", mas "que não penalizassem as empresas". "Foram estas razões que justificaram o sucesso desta linha", rematou.

Álvaro Santos Pereira assumiu também que o ritmo de pedidos de financiamento da PME Crescimento está relacionado com "a falta de liquidez da economia nacional", em geral.

Após o secretário de Estado da Economia, Almeida Henriques, ter anunciado o pedido de envio da primeira tranche de 600 milhões de euros (do empréstimo total do BEI de 1.050 milhões de euros), Santos Pereira reafirmou no Parlamento essa vontade. O ministro adiantou que ao contrário do que foi prática no passado, em que as verbas eram direccionados para o sector público, este financiamento será destinado "ao investimento privado para reforçar a economia portuguesa e ajudar as empresas exportadoras numa altura em que as exportações atingem valores recorde".
Ver comentários
Saber mais Economia PME Crescimento Álvaro Santos Pereira spreads
Outras Notícias