Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Pagamentos em atraso aumentam 109 milhões até outubro

"No final de outubro os pagamentos em atraso das entidades públicas ascenderam a 785,3 milhões de euros, o que representou um aumento de 108,9 milhões de euros relativamente ao período homólogo", pode ler-se na Síntese da Execução Orçamental, que foi hoje divulgada pela DGO.

PIB de Portugal
Lusa 25 de Novembro de 2021 às 20:28
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
Os pagamentos das entidades públicas atingiram, no final de outubro, os 785,3 milhões de euros, um aumento de 108,9 milhões face ao mesmo período do ano passado, divulgou hoje a Direção-Geral do Orçamento (DGO).

"No final de outubro os pagamentos em atraso das entidades públicas ascenderam a 785,3 milhões de euros, o que representou um aumento de 108,9 milhões de euros relativamente ao período homólogo", pode ler-se na Síntese da Execução Orçamental, que foi hoje divulgada pela DGO.

No documento, pode ler-se que face ao mês anterior (setembro), os pagamentos em atraso também aumentaram, mas 84,6 milhões de euros.

Segundo a DGO, para a evolução dos números face ao mesmo período de 2020 "contribuíram, sobretudo, os Hospitais EPE [Entidade Pública Empresarial] que registaram um aumento de 153,6 milhões de euros".

Por outro lado, os pagamentos em atraso registaram uma diminuição "de 41,3 milhões de euros na Administração Regional e de 14 milhões de euros nas Empresas Públicas Reclassificadas".

"Para a variação mensal, o maior contributo registou-se nos Hospitais EPE com um aumento de 85,7 milhões de euros", refere a DGO.

No final de setembro, os pagamentos em atraso das entidades públicas tinham aumentado em 63,2 milhões de euros, face ao período homólogo, para 700,8 milhões de euros.
Ver comentários
Saber mais DGO Direção-Geral do Orçamento Hospitais EPE
Outras Notícias