A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mestrado de Gestão da Nova SBE chega ao top 20 do Financial Times

A Nova SBE e a Católica-Lisbon são únicas representantes portuguesas no top 50 de mestrados de Gestão lançado pelo Financial Times.

Miguel Baltazar/Negócios
Ana Batalha Oliveira anabatalha@negocios.pt 28 de Setembro de 2020 às 10:09
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Mestrado de Gestão Internacional da Nova SBE subiu seis posições em relação ao ano passado, e posiciona-se agora no 16.º lugar do ranking global do Financial Times, que analisou 90 escolas diferentes.

 

De entre os indicadores avaliados, o mestrado de Gestão Internacional da Nova SBE destaca-se em Empregabilidade a 3 meses, obtendo uma percentagem de 97%, e objetivos a alcançar por parte dos alumni (88%). Na categoria Diversidade destaque para a percentagem de mulheres estudantes (60%) e no board (62%) na sua maioria superior às escolas posicionadas no Top 20, assim como acontece com a percentagem de alunos (86%) e board internacional (92%). A Nova SBE destaca-se ainda como escola com 100% de doutorados.

A Nova SBE não é, contudo, a única escola portuguesa a figurar neste ranking. A Católica-Lisbon também marca presença entre as 50 melhoras que foram eleitas pelo Financial Times, ocupando a 44.ª posição com o seu mestrado de Gestão.

 

Olhando ao o critério de progressão na carreira (Career Progress), a Católica entra mesmo no Top 20 Mundial, chegando à 19.ª posição na tabela. Este indicador mede a evolução do percurso profissional dos alunos desde a conclusão do Mestrado, sendo aferida pelo grau de senioridade e a dimensão da empresa onde os graduados desenvolvem a sua atividade profissional.

 

Entre os vários critérios que contribuem para estes resultados, estão também a taxa de empregabilidade de 96% nos 3 meses após a conclusão do mestrado ou o aumento de 55% do salário nos 3 anos seguintes à graduação.

Ver comentários
Saber mais Gestão da Nova SBE Financial Times Mestrado de Gestão Internacional board educação ensino economia negócios e finanças questões sociais
Mais lidas
Outras Notícias