Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

ISEG entra no ranking do FT e Nova SBE sobe para a 14.ª posição

O mestrado em finanças do ISEG entrou para o ranking dos melhores do mundo. A Nova SBE subiu para a 14.ª posição e a Católica desceu ao 26.º lugar.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 15 de Junho de 2020 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As Escolas de Negócios portuguesas obtiveram um resultado positivo no ranking do Financial Times para os melhores mestrados em Finanças, com o ISEG integrar a lista pela primeira vez e a Nova SBE a subir várias posições.

 

O ISEG Lisbon School of Economics and Management estreou-se nos rankings do Financial Times ao ver o ser mestrado em finanças ser considerado o 31.º melhor do mundo.

 

A universidade assinala em comunicado que o ranking do jornal britânico "destaca o ISEG por proporcionar uma duplicação do salário (+94%) em três anos, algo só alcançado pela HEC Paris, uma escola de referência ao nível internacional e habitualmente líder neste ranking".

 

A entrada no ranking "é um reconhecimento internacional há muito esperado, dada a qualidade ímpar da nossa formação, e que só agora é possível devido à recente obtenção de uma acreditação internacional de referência", diz Clara Raposo, presidente do ISEG.

 

O ISEG acrescenta que o ranking coloca o seu mestrado como o melhor em Portugal na "relação custo-benefício (value for money), ao permitir aos estudantes uma recuperação muito rápida do investimento académico, e também na evolução da carreira, ao proporcionar o acesso a empresas de grande dimensão e uma promoção hierárquica mais acelerada".

 

No item "value for money" o mestrado do ISEG surge na 8.ª posição a nível mundial, sendo que no que diz respeito à progressão na carreira é o 10.º melhor.

 

Este é um momento de celebração para todos os alumni, estudantes, professores e colaboradores do ISEG, uma escola que se faz de pensamento livre, inovador e plural, com profundas e genuínas preocupações sociais com o presente e o futuro Clara Raposo, presidente do ISEG

 

Nova SBE sobe sete lugares

 

Tendo em conta a pontuação geral, o mestrado em Finanças da Nova SBE continua a ser o melhor em Portugal de acordo com este ranking do Financial Times. Surge na 14.ª posição, o que representa uma subida de 7 lugares face à classificação anterior.

 

Em comunicado, a Nova SBE assinala esta melhoria no "ranking" e o facto de ter sido "consistentemente bem classificada em todos os critérios avaliados", destacando a 7.ª posição no critério de experiência internacional durante o curso e a 13.ª no critério de progresso de carreira.

 

"Formamos profissionais preparados para entrar num mercado de trabalho cada vez mais global e disruptivo e que, por isso, mantenham sempre a capacidade de se adaptarem a todos os desafios que encontrem. Essa é a nossa prioridade máxima hoje, como foi ontem e será amanhã", assinala Daniel Traça, Dean da Nova SBE.

 

A Católica completa o trio de Escolas de Negócios portuguesas presentes neste ranking do FT, que analisou 55 mestrados em todo o mundo.

 

O mestrado da Católica Lisbon School of Business & Economics surge na 26º posição, o que representa uma descida de três posições face ao ranking de 2018.

 

A universidade destaca que 97% dos alunos têm emprego três meses após o final do programa, com um salário médio inicial equivalente a 48.600 dólares por ano, que sobe para  71.500 dólares três anos depois. "Somos ainda a escola portuguesa que melhor corresponde às expetativas dos nossos alunos, com os professores mais internacionais e uma investigação de excelência", refere Filipe Santos, dean da Católica Lisbon.

 

Na Nova SBE o salário inicial é de 77.846 dólares por ano e no ISEG é de 53.400 dólares, o que representa uma progressão de 55% e 94%, respetivamente.

O ISCTE, que habitualmente marca presença neste ranking do FT, não marca presença na edição deste ano.

Ver comentários
Saber mais Mestrado em finanças ISEG Lisbon School Nova SBE Escolas de Negócios Financial Times Católica Lisbon
Mais lidas
Outras Notícias