Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mais higiene e horas flexíveis: o que os trabalhadores esperam no regresso ao escritório

Para quem se habituou ao teletrabalho, o retorno ao trabalho presencial pode trazer desafios. Medidas de higiene sanitária, mais flexibilidade e equilíbrio entre a vida pessoal e profissional são algumas das expectativas.

A maior parte das empresas optou por adiar o regresso total ao escritório devido ao avanço da pandemia.
iStock
Negócios 30 de Agosto de 2021 às 20:00
  • Partilhar artigo
  • ...

A pandemia revolucionou a forma de trabalhar com o aumento do teletrabalho a ser visto como vantagem por parte dos funcionários devido ao aumento da flexibilidade e da sensação de segurança face à disseminação do vírus.

Com o fim do teletrabalho obrigatório, a maioria dos portugueses quer passar para um regime misto, onde o trabalho presencial e o remoto coexistam. Apenas 13,3% disseram preferir o trabalho presencial, de acordo com dados da sondagem da Intercampus para o Jornal de Negócios e para o Correio da Manhã.


Quem regressa ao local de trabalho vem com novas expectativas e receio de perder vantagens ganhas com o trabalho remoto. Entre os interesses de quem retorna está a existência de um maior equilíbrio entre vida profissional e pessoal, semanas de trabalho com menos dias, horários de trabalho reduzidos, medidas de higiene sanitária e oportunidade para atividades pessoais. As conclusões são do estudo "O Retorno ao Novo Mundo do Trabalho" realizado pela Robert Walters.


Para alinhar os interesses dos trabalhadores às políticas internas das empresas é preciso, acima de tudo, "mudar a forma de pensar dos empregadores para que se entenda que esse tipo de ação é importante para as pessoas, principalmente porque vai promover maior produtividade", avança a empresa de recrutamento, em comunicado.


Garantir que se cumpram os protocolos de higiene é prioritário para que os funcionários se sintam seguros ao regressar. A Robert Walters destaca a importância de gerir adequadamente casos confirmados ou suspeitos de covid-19, entregar equipamento de proteção individual (como máscaras e álcool-gel) e ter um certificado que garanta o cumprimento das medidas sanitárias.

Ver comentários
Saber mais trabalho saúde teletrabalho covid-19
Outras Notícias