Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Renzi recebe Merkel e Hollande na ilha associada ao federalismo europeu

Renzi, Merkel e Hollande reúnem-se esta segunda-feira, 22 de Agosto, na ilha de Ventotene, um símbolo da Europa unida. Antecipando a cimeira europeia de Setembro, os três líderes europeus terão o Brexit na sua agenda.

Hannibal Hanschke / Reuters
Negócios 21 de Agosto de 2016 às 19:01
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...
É na ilha de Ventotene, ao largo de Nápoles, que Matteo Renzi, Angela Merkel e François Hollande vão realizar uma reunião entre os três líderes europeus, no rescaldo do referendo britânico que ditou a vitória da saída do Reino Unido da União Europeia.

E o local escolhido não podia ser mais simbólico. Foi nessa ilha que o anti-fascista Altiero Spinelli começou a escrever, com Ernesto Rossi, com quem estava preso, o Manifesto de Ventotene, oficialmente intitulado "Por uma Europa Unida e Livre", no qual se defendia uma federação europeia de estados.

O manifesto terminado em 1941 foi dos documentos que correu na Resistência Italiana durante a II Guerra Mundial, provocada pelos movimentos nacionalistas, entre os quais em Itália. 

E é nessa ilha que Renzi vai receber Merkel e Hollande, no que poderá ser considerado um "aquecimento" para a cimeira de Setembro em Bratislava, convocada para analisar o Brexit. E é o segundo encontro entre os três líderes a acontecer depois do referendo britânico que aconteceu a 23 de Junho. Dias depois dessa data, Renzi, Merkel e Hollande reuniram-se em Berlim. Aí assumiram os respectivos compromissos de lutar por uma Europa unida e salientaram a intenção conjunto de relançar o projecto europeu, focando-se em três áreas: melhoria da segurança, relançar o crescimento económico e reforçar as opções e programas para a juventude. 

Apesar deste ser o assunto em cima da mesa de trabalho, a mini-cimeira acontece num momento em que os bancos italianos estão a lutar contra um malparado de 360 mil milhões de euros. E ao mesmo tempo que a Itália, de acordo com os dados da Bloomberg, não consegue pôr a sua economia a crescer. No segundo trimestre, a economia da União Europeia aumentou 0,4%. Renzi também está a braços, internamente, com a expansão do partido euro-céptico Movimento 5 Estrelas. Aliás, um crescimento destes partidos que não acontece apenas em Itália.

Uma fonte diplomática francesa, citada pela Reuters, diz que o encontro serve para "mostrar a unidade dos três maiores países da União, mas não para criar um clube limitado". Merkel quer, continua a mesma fonte, cimentar uma "Europa melhor", Renzi pretende ter uma voz activa no futuro do bloco e Hollande pretende um plano de investimento europeu mais abrangente.

A cimeira realiza-se sob fortes medidas de segurança, com limitação do acesso de turistas a Ventotene, encerramento do espaço aéreo e uma numerosa presença policial na pequena ilha.

François Hollande, Angela Merkel e Matteo Renzi chegarão a Ventotene pelas 17:00 locais (16:00 em Lisboa) e, após um passeio e visita ao túmulo de Spinelli, irão deslocar-se até ao local onde vão dar uma conferência de imprensa, prevista para as 18:00 locais (17:00 em Lisboa).

A reunião realiza-se depois da conferência de imprensa, durante um jantar, oferecido pelo Governo italiano, que deverá terminar pelas 21:00 locais (20:00 em Lisboa), segundo a Lusa.

Ver comentários
Saber mais Renzi Merkel Hollande cimeira
Outras Notícias