Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Stiglitz considera transferência de resultados da Apple para a Irlanda uma “fraude”

O economista alerta que o sistema fiscal dos EUA é “obviamente deficiente”. E considera que o facto de a Apple declarar parte dos lucros na Irlanda é “uma fraude”.

Bloomberg
Negócios 29 de Julho de 2016 às 11:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...

Joseph Stiglitz, prémio Nobel de Economia, afirmou que a actual legislação fiscal dos EUA que permite que a Apple declare grande parte dos seus resultados no exterior é "obviamente deficiente", disse em entrevista à Bloomberg.

Mas as acusações de Stiglizt à gigante da maçã não ficam por aqui. Para o economista a atribuição de parte dos lucros na unidade que detém na Irlanda é "uma fraude".

"O nosso sistema fiscal vigente incentiva as empresas a manter o seu dinheiro no exterior, abre uma brecha através do que é chamado o sistema de transferência de preços que lhes permite não só manter o seu dinheiro no exterior, mas, efectivamente, escapar ao pagamento de impostos", sustentou Stiglitz, conselheiro da campanha eleitoral de Hillary Clinton.

Os alertas do economista foram dados no seguimento de uma pergunta sobre as medidas políticas da candidata presidencial para incentivar as empresas, como a Apple, a voltarem a declarar os seus lucros no território norte-americano.

Cerca de 215 mil milhões de dólares dos lucros da Apple, do total de 232 mil milhões de dólares, foram alocados fora dos EUA, de acordo com as contas do terceiro trimestre da tecnológica divulgadas esta semana, relembra a Bloomberg.

A Apple, tal como outras empresas, aproveita a lacuna que existe no sistema fiscal dos EUA para transferir os seus rendimentos tributáveis dos EUA para o exterior. Neste caso, para a Irlanda que tem uma política de impostos bastante inferior.

Ver comentários
Saber mais Joseph Stiglitz Nobel de Economia EUA Apple Irlanda Hillary Clinton
Mais lidas
Outras Notícias