Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EUA criam 1,76 milhões de empregos em julho e superam previsões

A maior economia mundial criou 1,76 milhões de empregos em julho, superando as estimativas do mercado que apontavam para a criação de 1,48 milhões de postos de trabalho.

Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 07 de Agosto de 2020 às 14:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
A maior economia mundial criou 1,76 milhões de empregos em julho, superando as estimativas do mercado que apontavam para a criação de 1,48 milhões de postos de trabalho, revelou esta sexta-feira o Departamento do Trabalho norte-americano.

O presidente Donald Trump já tinha indicado há dois dias que os números do emprego seriam um "big number". 

Ainda assim, o impacto da pandemia da covid-19 continua a fazer-se sentir e os empregos criados ficam muito abaixo dos 4,8 milhões de postos de trabalho gerados em junho.

Apesar de este ser o terceiro mês consecutivo em que a maior economia mundial cria emprego, a soma dos postos de trabalho recuperados em maio, junho e julho - cerca de nove milhões - ainda não compensa sequer metade do emprego destruído pela pandemia, que ascende a perto de 21 milhões de postos de trabalho.

A taxa de desemprego diminuiu em 0,9 pontos percentuais face a junho, para os 10,2%, mas permanece acima do pico de 10% registado em outubro de 2009, no auge da crise financeira.

Os mercados reagiram mal aos números divulgados, tendo em conta que grande parte da criação de emprego foi no setor público, enquanto no setor privado a criação de emprego desiludiu.


Ver comentários
Saber mais EUA Departamento do Trabalho criação de emprego
Mais lidas
Outras Notícias