Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Biden é favorito à nomeação democrata também graças às minorias

O ex-vice-presidente dos Estados Unidos surge cada vez mais destacado nas sondagens. Joe Biden beneficia ainda do movimento das minorias que concentram apoios nele e no rival Bernie Sanders enquanto os candidatos com melhores possibilidade de derrotarem Trump nas presidenciais de 2020.

Reuters
David Santiago dsantiago@negocios.pt 06 de Agosto de 2019 às 13:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Não só Joe Biden continua a liderar as sondagens relativas às primárias democratas como é cada vez mais o favorito a ser escolhido como candidato contra Donald Trump.

A sondagem da Reuters/Ipsos publicada esta terça-feira, 6 de agosto e conduzida entre os dias 1 e 5 deste mês, mostra que 22% dos inquiridos democratas e independentes apoiam o antigo número dois do presidente Barack Obama.

Próximo de Biden surge o senador do Vermont, Bernie Sanders, que sobe dois pontos percentuais face a julho. Nenhum dos restantes 23 candidatos democratas consegue sequer chegar à marca dos 10%.

Biden e Sanders, embora sobretudo o primeiro, surgem como os candidatos melhor posicionados para garantir a nomeação nas primárias democratas e serem o candidato do partido nas presidenciais de 2020 em que Donald Trump tentará ser reconduzido na Casa Branca.

Estes dois candidatos têm vindo a beneficiar do reforço dos apoios recolhidos junto das minorias, que perante o aproximar das decisões tendem a concentrar-se nas figuras com melhores possibilidades de vitória. A senadora Kamala Harris é uma das mais penalizadas pela "fuga" de apoio das minorias em direção aos dois favoritos. Entre as diversas minorias raciais que se identificam com o Partido Democrata, 23% apoiam Biden e outras tantas Sanders, um aumento de 2 pontos percentuais face a julho para ambos os candidatos.

No entanto, Biden e Sanders estão muito distantes no que diz respeito às propostas políticas. Enquanto o ex-vice-presidente dos EUA surge como a figura mais moderada e detentora de experiência executiva, o senador independente não esconde a predileção pelo socialismo democrático.

Contudo, nesta fase a grande prioridade do Partido Democrata passa mais por encontrar o candidato mais capaz de derrotar Trump e não tanto pelas opções ideológicas.

É isso mesmo que destaca a sondagem acima citada, segundo a qual 36% dos democratas entrevistados admitem estar somente interessados em escolher o candidato com melhores condições para retirar Trump da Casa Branca.

E é Biden quem surge melhor posicionado. O ex-presidente é visto por 33% das minorias raciais consultadas como o mais capaz de vencer Trump, enquanto 19% veem Sanders melhor colocado para o fazer.

Um outro estudo de opinião conhecido esta terça-feira, conduzido pelo Politico/Morning Consult, dá ainda maior favoritismo a Biden, que recolhe 33% das preferências, mais 14 pontos do que Sanders (19%).

Ainda assim, esta sondagem antevê uma corrida a três e não apenas a dois, já que atribui 15% das intenções de voto à senadora Elizabeth Warren. Por sinal, Warren é surge, nesta sondagem, como a vencedora dos debates televisivos entre os vários candidatos democratas que tiveram lugar na semana passada.

Latinos rejeitam Trump

As sondagens proliferam nos Estados Unidos. Um outro estudo, citado pela NBC e levado a cabo pelo instituto Latino Decisions, revela que apenas um em cada cinco latinos dizem que, provavelmente, irão votar em Trump no próximo ano, enquanto apenas 13% garantem como certo o seu voto no atual presidente.

Já a clara maioria dos latinos (78%) diz-se frustrada com a atuação de Donald Trump como presidente e com a forma como a atual administração lida com os processos relativos à imigração.

Ver comentários
Saber mais Joe Biden Bernie Sanders Donald Trump Partido Democrata Elizabeth Warren EUA
Mais lidas
Outras Notícias