Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Trump surpreende aliados com sugestão de fim das tarifas aduaneiras no G7

Apesar desta sugestão, o presidente dos Estados Unidos não deixou de avisar que os parceiros poderão perder acesso ao mercado norte-americano se não pararem com as práticas "desleais".

Negócios jng@negocios.pt 09 de Junho de 2018 às 18:04
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

Sempre imprevisível, Donald Trump surpreendeu os aliados do G7 este sábado, 9 de Junho, ao sugerir que este grupo poderia tornar-se uma zona livre de tarifas aduaneiras. Ao mesmo tempo, porém, avisou os seus parceiros que, se não reformarem as suas práticas comerciais, poderão perder o acesso ao mercado norte-americano.

O presidente dos Estados Unidos deixou o alerta no final de uma reunião do grupo que se encontra reunido no Quebec, Canadá.

"Sem tarifas, sem barreiras – é assim que deveria ser. E sem subsídios", afirmou Trump, numa conferência de imprensa realizada antes da sua partida da cimeira. "Nós somos como o mealheiro, que toda a gente está a roubar. Isto tem de acabar", atirou o chefe de Estado, citado pelo Financial Times.

A sugestão desconcertou os parceiros do G7, dado que foi o próprio presidente dos Estados Unidos que ameaçou uma guerra comercial com os seus principais parceiros – incluindo a União Europeia e o Canadá - impondo tarifas sobre o aço e o alumínio.

De acordo com o FT, um responsável europeu presente nas negociações disse que a reacção à sugestão de Donald Trump foi de surpresa e cepticismo. A ideia foi inicialmente avançada numa reunião realizada entre os líderes do G7, na sexta-feira, que teve como tema central a economia global.

Este encontro aconteceu depois de Donald Trump ter causado algum mal-estar entre os líderes do G7 dizendo que a Rússia deveria ser readmitida no grupo. Recorde-se que o G8 passou a G7 depois da anexação da Crimeia por parte da Rússia, em 2014.

Donald Trump deixou a cimeira mais cedo para se preparar para o encontro histórico com Kim Jong-Un no próximo dia 12, em Singapura. Nas suas notas finais, disse ainda que este encontro do G7 foi um "sucesso".

Ver comentários
Saber mais Estados Unidos Donald Trump cimeira G7 comércio
Outras Notícias