Mundo Trump surpreende aliados com sugestão de fim das tarifas aduaneiras no G7

Trump surpreende aliados com sugestão de fim das tarifas aduaneiras no G7

Apesar desta sugestão, o presidente dos Estados Unidos não deixou de avisar que os parceiros poderão perder acesso ao mercado norte-americano se não pararem com as práticas "desleais".
Trump surpreende aliados com sugestão de fim das tarifas aduaneiras no G7
Negócios 09 de junho de 2018 às 18:04

Sempre imprevisível, Donald Trump surpreendeu os aliados do G7 este sábado, 9 de Junho, ao sugerir que este grupo poderia tornar-se uma zona livre de tarifas aduaneiras. Ao mesmo tempo, porém, avisou os seus parceiros que, se não reformarem as suas práticas comerciais, poderão perder o acesso ao mercado norte-americano.

O presidente dos Estados Unidos deixou o alerta no final de uma reunião do grupo que se encontra reunido no Quebec, Canadá.

"Sem tarifas, sem barreiras – é assim que deveria ser. E sem subsídios", afirmou Trump, numa conferência de imprensa realizada antes da sua partida da cimeira. "Nós somos como o mealheiro, que toda a gente está a roubar. Isto tem de acabar", atirou o chefe de Estado, citado pelo Financial Times.

A sugestão desconcertou os parceiros do G7, dado que foi o próprio presidente dos Estados Unidos que ameaçou uma guerra comercial com os seus principais parceiros – incluindo a União Europeia e o Canadá - impondo tarifas sobre o aço e o alumínio.

De acordo com o FT, um responsável europeu presente nas negociações disse que a reacção à sugestão de Donald Trump foi de surpresa e cepticismo. A ideia foi inicialmente avançada numa reunião realizada entre os líderes do G7, na sexta-feira, que teve como tema central a economia global.

Este encontro aconteceu depois de Donald Trump ter causado algum mal-estar entre os líderes do G7 dizendo que a Rússia deveria ser readmitida no grupo. Recorde-se que o G8 passou a G7 depois da anexação da Crimeia por parte da Rússia, em 2014.

Donald Trump deixou a cimeira mais cedo para se preparar para o encontro histórico com Kim Jong-Un no próximo dia 12, em Singapura. Nas suas notas finais, disse ainda que este encontro do G7 foi um "sucesso".




pub

Marketing Automation certified by E-GOI